Início > Notícia > Expulsões no Campeonato Paulista caem 73%

Expulsões no Campeonato Paulista caem 73%

Número de expulsões do Campeonato Paulistão cai 73% em relação a 2010
Nas dez primeiras rodadas de 2011 foram somados 15 vermelhos, bem inferior a 2009 (43) e 2010 (54)

Não seria mentira dizer que os jogadores que disputam o Campeonato Paulista da Série A1, em 2011, têm dado importante demonstração de disciplina. Ou ainda, que os árbitros que apitam o Estadual têm “deixado o jogo correr”, assim como ocorre em campeonatos pela Europa. O fato é que, levando em conta os números de expulsos nas dez primeiras rodadas do Paulistão dos últimos três anos, em 2011 a queda é vertiginosa em relação aos dois anos anteriores.

Levando em conta os 100 primeiros jogos disputados em 2009, ou seja, ao longo de dez rodadas disputadas, foram somados 43 jogadores expulsos. O Mogi Mirim, naquele ano, foi o líder isolado nos cartões vermelhos, com seis expulsos. O segundo lugar, com quatro vermelhos, foi ocupado pelo Santos. O destaque positivo ficou por conta do Noroeste, que não teve expulsos nestas primeiras rodadas.

No ano seguinte, em 2010, o número foi ainda maior. Os árbitros mostraram 54 cartões vermelhos aos jogadores. O líder na expulsão superou a marca do “primeiro colocado” do ano anterior. Com sete vermelhos, o Paulista foi o destaque negativo. Por outro lado, o Santos, segundo colocado no ano anterior, não teve nenhum expulsos nas dez primeiras rodadas do ano passado.

Em 2011, quando se esperava por um novo número alto de expulsos, eis que surge a surpresa. Nos 100 jogos disputados até a décima rodada, apenas 15 cartões vermelhos foram mostrados, uma queda de 73% em relação ao ano anterior. Apenas Oeste e Mogi Mirim tiveram dois expulsos, enquanto os demais tiveram apenas um ou nenhum expulso. Entre os times grandes, o Palmeiras ainda não teve expulsos.

Para o procurador-geral do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD/SP), Antônio Meccia, o entendimento do árbitro mudou bastante em campo. “Fundamentalmente houve uma mudança na interpretação dos árbitros. O futebol está mais solto, ao invés de ficar mais preso com os árbitros marcando qualquer coisa. Eles também não estão entrando mais na onda daqueles jogadores que tentam simular alguma coisa”, explicou, com exclusividade ao Justicadesportiva.com.br.

Meccia ainda complementa com outros fatores para explicar a queda de expulsos. “Outro ponto importante é a presença dos árbitros atrás dos gols, que ajudam a coibir a violência na medida em que são mais duas pessoas a colaborar com o árbitro principal. Houve também uma melhora na qualidade dos próprios jogadores. E, por fim, a mídia, que tem ajudado muito na medida em que denuncia aquilo que a equipe de arbitragem não vê em campo. Esse conjunto leva a esta queda importante no número de cartões vermelhos”, concluiu.

Fonte: Justiça Desportiva
Link: http://justicadesportiva.uol.com.br/27797-NUMERO-DE-EXPULSOS-DO-PAULISTAO-CAI-73-EM-RELACAO-AO-ANO-PASSADO.html

Anúncios
Categorias:Notícia Tags:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: