Arquivo

Archive for agosto \31\UTC 2011

UEFA quer proteger os jogadores e a imagem do futebol

O responsável pela arbitragem da UEFA, Pierluigi Collina, destacou a mensagem transmitida pela entidade aos árbitros europeus de topo, agora que entram numa nova época de clubes e selecções.

Proteger os jogadores – proteger a imagem do jogo. É esta a mensagem transmitida pela UEFA aos principais árbitros internacionais europeus, à medida que se preparam para mais uma época agitada. em jogos de clubes e selecções.

O responsável pela arbitragem da UEFA, Pierluigi Collina, divulgou a mensagem no início das atividades da temporada europeia da UEFA, esta quinta-feira, em Mônaco. Também sublinhou a satisfação global com a experiência de mais dois árbitros-assistentes adicionais e destacou o mês de Dezembro, altura em que os árbitros de elite da Europa ficarão a saber quais vão estar presentes na fase final do UEFA EURO 2012, que decorre no próximo Verão na Polónia e Turquia.

Proteger os jogadores, disse Collina, significa evitar e tomar medidas contra faltas graves e cortes impiedosos. “Não queremos ver pernas partidas”, enfatizou o italiano. “Temos que evitar o potencial de um jogador ver a sua integridade física ser colocada em perigo por um adversário. Não queremos ver médicos em campo. É preciso convencer os jogadores a não colocarem em risco a saúde de um adversário. Respeitar os oponentes e proteger os jogadores é um dos nossos principais objetivos.

“O outro grande objetivo é proteger a imagem do futebol”, acrescentou Collina. “Não queremos ver os árbitros serem rodeados pelos jogadores. Temos presenciado situações em que jogadores percorrem uma longa distância só para pressionar e rodear o árbitro. Recomendamos aos árbitros que não aceitem este tipo de comportamento”. A mensagem foi reiterada aos árbitros na reunião de Verão que teve lugar esta semana, em Nyon.

Collina também falou sobre os castigos que enfrentam os jogadores que provoquem deliberadamente a amostragem de um cartão amarelo para cumprirem castigo disciplinar. “Os jogadores serão castigados com dois jogos de suspensão”, destacou. “É ponto assente – os jogadores não podem decidir quando são suspensos”.

A experiência com árbitros-adicionais assistentes prossegue esta época na UEFA Champions League e na UEFA Europa League, sendo igualmente alargada ao UEFA EURO 2012. “Recebemos reações muito positivas da parte dos árbitros”, revelou Collina. “Sentem que controlam melhor o que se passa dentro do campo, e a presença dos árbitros-assistentes adicionais serve para dissuadir agarrões ou puxões na área em lances de bola parada”.

Tal como qualquer outra experiência, as melhorias são desejáveis – o posicionamento dos árbitros-assistentes adicionais também mudou, e têm sido realizados esforços especiais para tornar o público mais consciente do papel desempenhado por estes elementos.

Para além disso, Collina explicou a organização do sector de arbitragem da UEFA. O Comité de Arbitragem da UEFA inclui 16 membros nomeados pelo Comité Executivo da UEFA. O seu presidente, Ángel María Villar Llona, e o vice-presidente, Şenes Erzik, são ambos membros do Comité Executivo da UEFA, enquanto todos os outros membros são ex-árbitros.

Em Fevereiro de 2010, o Comité Executivo da UEFA escolheu Collina como director do gabinete de arbitragem da UEFA, e Marc Bata (França) e Hugh Dallas (Escócia) como delegados de arbitragem, com a tarefa de coordenarem as atividades do Comité de Arbitragem da UEFA, definindo as estratégias técnicas da arbitragem da UEFA e a escolha e preparação dos árbitros para as competições da UEFA.

Entretanto, a preparação dos árbitros envolve três áreas principais – física, técnica e desenvolvimento e futuro. Os árbitros recebem programas de treino, instruções nutricionais e conselhos, e os seus níveis físicos são sujeitos a controlos à distância. Testes físicos ao longo da época e exames médicos completam o vasto catálogo de atividades – incluindo um teste de habilidade visual para garantir que os árbitros conseguem ‘fixar um lance’, ou seja, tirar uma ‘fotografia instantânea’ de um momento de jogo, focarem objectos perto ou em movimento, e reagirem ao que se passa em seu redor.

Os árbitros também são regularmente acompanhados por membros do Comité de Arbitragem da UEFA e observadores, por motivos de avaliação e treino. São realizados cursos para os diferentes níveis de arbitragem, enquanto as atividades de desenvolvimento e futuro incluem o programa de talentos e mentores, bem como treinos no Centro de Excelência de Árbitros da UEFA (CORE), localizado no Centro de Excelência Futebolística, em Nyon.

As equipes de arbitragem para o UEFA EURO 2012 vão ser escolhidas em Dezembro. “Os árbitros da categoria de elite da UEFA serão monitorizados até lá, e a lista dos 12 quintetos seleccionados será finalizada em Dezembro. Depois disso, os árbitros escolhidos serão monitorizados de Fevereiro a Maio de 2012”, disse Collina. “Os quintetos seleccionados vão trabalhar juntos”. Vai ainda realizar-se um workshop de preparação para o EURO, em Varsóvia, no próximo mês de Maio, e os árbitros-assistentes vão receber treino específico.

Fonte: Uefa.com
Autor: Mark Chaplin

Categorias:Notícia

Atleta que agrediu árbitro é punido com um ano de suspensão

31/08/2011 2 comentários

Os árbitros de futebol do Estado de São Paulo e de todo o país tiveram uma vitória nessa semana na busca pelo fim da violência contra a categoria. Isso porque o atleta do União São João de Araras foi punido por quase um ano de suspensão pelo Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol, após agredir um árbitro em partida da Copa Paulista de Futebol.

Lucas Rodrigo Louzã, 21 anos, foi expulso na partida do União São João contra o Batatais, em Araras, pela oitava rodada da competição. Antes de sair do gramado desferiu um soco no árbitro Rogério dos Santos Laranjeiras que teve dificuldades para respirar. Em julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva da FPF, a agressão não ficou impune e o atleta enquadrado nos artigos 250 e 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva foi punido com 360 dias de suspensão em competições organizadas pela Federação Paulista de Futebol.

Lucas Louzã é irmão do atacante Luan do Palmeiras e tem, nesta temporada, números importantes com relação à disciplina. Embora esta tenha sido a sua primeira expulsão, o jogador já recebeu nove cartões amarelos em 2011. A agressão sofrida foi relatada pelo árbitro na súmula da partida, que foi utilizada para embasar a punição ao atleta.

Confira abaixo, a íntegra do relato de Rodrigo dos Santos Laranjeiras sobre o ocorrido:

“Aos 71 minutos de jogo, após expulsar o jogador n° 11 da equipe União São João, Sr Lucas Rodrigo Louzã, fui atingido por um soco desferido pelo jogador expulso, que acertou meu tórax do lado direito, fato esse que me deixou sem respiração, fui atendido pelo médico da partida Dr Newton Aparecido Baretta, ficando o jogo paralisado por 8 minutos. O jogador expulso após a agressão foi contido por jogadores de sua equipe pois pretendia me agredir novamente. Após o término da partida compareci a Santa Casa de Misericórdia de Araras (Hospital São Luis), para realização do Laudo de Exame de Corpo Delito e a Delegacia de Polícia de Araras onde foi elaborado o RDO n° 3205/2011 que seguem anexos a este relatório.”

Fonte: SAFESP
Link: http://www.t2m.net.br/safesp/pt/noticias/pg_view_noticias.php?id=94

Categorias:Notícia Tags:,

Jogador se candidata ao Oscar de simulação no futebol

O jogador Mercado, do Estudiantes, simulou incrivelmente um pênalti na derrota por 1 a 0 para o Independiente, no último sábado, pela primeira divisão argentina. Aproveitando o agarra-agarra típico de bolas paradas, ele ficou com a camisa um pouco levantada. Quando seu adversário encosta em sua camisa, ele cai e tira a própria roupa para enganar o árbitro, que não caiu na cena. O lance patético fica mais evidente no terceiro replay.

Categorias:Geral, Video

Jogador sérvio coloca braço na bola e tenta iludir árbitro

Na Rússia, o empate de 0 a 0 entre Tomsk e Amkar Perm tinha tudo para ser um jogo chato, mas o lateral-esquerdo sérvio Nikola Mijailovic, do Amkar, deu um pouco de graça à partida. Aos 39 do primeiro tempo, ele colocou o cotovelo na bola de forma intencional e caiu como tivesse sido atingido pela bola na cara. O juizão não foi na dele e deu a falta, além do cartão amarelo. No replay, a simulação fica clara.

Categorias:Video

Seminário do Programa de Assistência à Arbitragem no Paraguai

A FIFA, a Conmebol e o seu Departamento de Desenvolvimento da Arbitragem lançou o Programa de Assistência à Arbitragem (RAP) no Paraguai, depois deste importante seminário, a Conmebol realiza um curso para árbitras sulamericanas e em seguida um curso para assessores de arbitragem. Até domingo (28), se relizará no CARDE em Ypané, o seminário, promovido pela Associação Paraguaia de Futebol (APF). Entre os participantes estarão Oscar Ruiz, Carlos Alarcón e Cristian Rossen.

O objetivo do seminário será atualizar os 45 árbitros selecionados pela Comissão de Àrbitros da APF. As aulas, que serão teóricas e práticas, se desenvolverão integralmente nas amplas e modernas instalações do CARDE. Os diferentes temas sobre arbitragem serão focadas principalmente até as últimas disposições sobre como devem se basear o processo de aprendizagem dos árbitros. O programa também incluirá treinamentos práticos e provas físicas, e também serão tratados temas comos as modificações das regras do jogo, o perfil do árbitro, imparcialidade e objetividade e a condução da arbitragem, dentre outros assuntos.

Dentro do seminário estão programadas provas físicas com a tecnologi usada pela FIFA, realizada pelo preparador físico argentina Cristian Rosen, com sensores eletrônicos para os tiros de 40 metros e som de áudio para as corridas de 150 metros. Deste forma, como ocorre em outros países sulamericanos, o Departamento de Desenvolvimento da Arbitragem quer conhecer melhor o nível físico dos árbitros paraguaios, para implementar os programas de preparação e treinamento.

A solenidade de inauguração contou com a presença do vice-presidente licenciado da APF, Alejandro Dominguez, que mencionou a importância deste tipo de empreendimento que a APF vai estimar esforços para dotar os árbitros de todas as ferramentas necessárias para um permanente desenvolvimento e capacitação, e que esta oportunidade tem como os principais instrutores o ex-árbitro internacional Oscar Ruiz (Colômbia) e Cristia Rossen (Argentina) na parte física.

Participantes convidados:

Árbitros: Carlos Torres, Julio Quintana, Enrique Cáceres, Ulises Mereles, Jorge mercado, Fernando Lopez, Eber Aquino, Richard Velazquez, Arthur Afara, Oscar Velazquez, Sixto Mercado, Alberto Valdez, Juan Florentin, Osvaldo Barrios e Marco Franco.

Assistentes: Rodney Aquino, Hugo Martinez, Dario Gaona, Cesar Franco, juan Zorrilla, Eligio Ortiz, Eduardo Cardozo, Tiburcio Gauto, Tadeo Alvarez, Marcos Velazquez, Roberto Cañete, Rodolfo Molas, Cristhian Gimenez, Pedro Arzamendia e Héctor Medina.

Fonte: Revista Árbitros (traduzido)
Link: http://www.revistaarbitros.com/index.php?option=com_content&view=article&id=152:seminario-rap-en-paraguay&catid=9:actualidad-internacional&Itemid=7

Categorias:Notícia Tags:, ,

Brasileiro que deu tapa em bandeirinha é suspenso por dez jogos no Uruguai

Diogo, jogador do Montevideo Wanderers, foi suspenso por dez partidas por dar um soco em um bandeirinha durante uma partida do Campeonato Uruguaio. A punição foi anunciada nesta quarta-feira pela Federação Uruguaia (AUF). O incidente ocorreu no último dia 14, durante o jogo contra o Danubio.

O lance ocorreu no final da partida, vencida pelo Danubio por 1 a 0. O brasileiro tentou tomar a bola de um adversário, mas cometeu falta. O auxiliar Fernando Rios alertou o árbitro, que mostrou o cartão vermelho a Diogo.

O jogador, de 22 anos, discutiu com Rios. Diogo perdeu o controle e deu um soco no bandeirinha. Após a agressão, o jogador brasileiro demonstrou arrependimento por sua atitude.

“Até agora, não sei por que reagi assim. Estou muito arrependido. Também fiquei mal porque todos me viram, até minha mãe que está no Brasil. Não há explicações. Minha mãe me perguntou o que havia acontecido, se sou uma pessoa calma. Depois, ela me disse para me acalmar”, afirmou, em entrevista ao jornal uruguaio El Observador.

Diogo tentou entrar em contato com Fernando, mas não conseguiu. “Tentei ligar para ele quatro vezes e mandei mensagens também. Quero me desculpar como pessoa e como atleta”, completou.

Fonte: UOL
Link: http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2011/08/24/brasileiro-que-deu-soco-em-bandeirinha-e-suspenso-por-dez-jogos-no-uruguai.htm

Categorias:Notícia

Jogador brasileiro dá tapa na cara de assistente no Uruguai

Pelo campeonato Uruguaio, o brasileiro Diogo, de 22 anos, revoltado com a marcação de uma falta e sua consequente expulsão, perdeu a cabeça e acertou um tapa na cara do bandeirinha.

Diogo deu uma entrada forte em seu adversário, e o assistente marcou a falta e indicou ao árbitro que o mesmo deveria expulsar o brasileiro por jogo brusco grave. Revoltado, o jogador agrediu o bandeira. O meia afirmou depois do jogo que estava arrependido do que fez.

Veja o video aqui.

Categorias:Notícia Tags:
%d blogueiros gostam disto: