Início > Notícia > Árbitro comenta sobre expulsão de D’Alessandro

Árbitro comenta sobre expulsão de D’Alessandro

Marcelo Aparecido de Souza expulsou meia colorado e descreveu na súmula como uma peitada a ação que originou o cartão vermelho.

Marcelo Aparecido de Souza, 39 anos, 12 deles como árbitro de futebol, expulsou o meia colorado D’Alessandro na derrota do Inter para o Atlético-MG em uma jogada polêmica. Após falta dura do meia colorado em Leandro Donizete, o camisa 10 recebe o cartão amarelo e vai ao encontro do árbitro para reclamar da advertência.

Na súmula, segundo Souza — seis anos no quadro de árbitros da CBF — declarou que aos 38 minutos do primeiro tempo, “o jogador Andrés Nicolas D’Alessandro, após ser advertido com cartão amarelo, partiu em minha direção me atingindo de forma proposital com uma peitada e proferiu as seguintes palavras (‘Está louco, maluco’). Imediatamente expulsei o referido com cartão vermelho direto.”

O “peitaço”, palavra escrita a punho por Marcelo Aparecido de Souza, pode tirar argentino do Brasileirão, uma vez que o camisa 10 do Inter pode ser enquadrado no artigo 254-A, cuja pena, para casos de agressão a membros da equipe de arbitragem, é de 180 dias.

zhEsportes — O senhor considera o que ocorreu como uma agressão?

Marcelo Aparecido de Souza — Não sei se é considerada uma agressão, mas ele me dá uma peitada, sim. E de forma proposital. Se não fosse proposital ele me pediria desculpas, da mesma forma que pediu para o jogador. Claro, o fato de pedir desculpas não isentaria o amarelo, mas o vermelho foi dado devido à peitada, não à reclamação.

zhEsportes — Na súmula da partida, o senhor declara ter sido proposital.

Souza — Exatamente. Não sei dizer a força que isso vai mostrar na televisão, mas houve peitada. Se eu aceito uma peitada de um jogador, perco o controle da partida. Ele me dá uma peitada, estávamos próximos a jogadores do Atlético-MG. Se eu aceito dele, todo mundo vai me peitar.

zhEsportes — E é possível ouvir claramente “Está louco, maluco” como o senhor escreve na súmula?

Souza — Tanto que no momento da expulsão, quando se aproximam os jogadores do Inter, ele tira o protetor bucal para falar comigo. Ele queria se explicar e, então, tirou o protetor.

zhEsportes — Esta frase tem ligação com a expulsão?

Souza — Quando o jogador lhe fala coisas no meio do jogo, o árbitro até releva. O futebol envolve emoção. É coisa do momento. O problema não foi a frase, foi a peitada. Os jogadores do Inter ainda vieram contestar, mas e eu disse “ele me deu uma peitada, Bolívar”.

Autor Alexandre Ernst
Fonte: Zero Hora

Anúncios
Categorias:Notícia Tags:
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: