Arquivo

Archive for maio \31\UTC 2013

Árbitros pré-selecionados para Copa 2014 visitam Zico

Cinquenta e dois profissionais escolhidos pela Fifa participam de preparação física e técnica no clube do ex-camisa 10 do Flamengo.

Participando de um seminário de preparação, 52 árbitros pré-selecionados para a Copa do Mundo de 2014 visitaram, nesta segunda-feira, o Centro de Treinamentos do CFZ, clube do ex-jogador Zico, no Recreio, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Na cidade, onde permanecem até sexta-feira, eles passarão por testes físicos, técnicos e acompanharão seminários de arbitragem.

No CFZ, eles encontraram Zico e posaram para fotos com o ex-craque do Flamengo.

arbitros_zico_1

– Não tive muitos problemas com árbitros ao longo da minha carreira. Quando fui punido, foi porque mereci (risos). É uma honra recebe-los no CFZ – disse Zico.

Dentre os 52 árbitros pré-selecionados para a Copa, dois são brasileiros: o brasiliense Sandro Meira Ricci e o gaúcho Héber Roberto Lopes. Árbitro da decisão da última Copa do Mundo e figurinha carimbada dos grandes jogos do futebol europeu, o inglês Howard Webb também está no Rio de Janeiro. O ex-árbitro italiano Massimo Busacca é o orientador.

A Fifa não divulgou a relação dos 52 árbitros que estão no Brasil, mas confirmou que eles vêm de 46 países diferentes. Ainda não há uma data para a confirmação dos escolhidos. Não há um número exato de vagas, mas a entidade trabalha com algo entorno de 30 nomes, assim como foi na África do Sul, em 2010.

arbitros_zico_2

Fonte: Globo Esporte

Anúncios

Neto pede desculpas ao vivo a árbitro que levou cusparada

José_Aparecido_Neto

O ex-jogador e apresentador Neto recebeu nesta segunda-feira em seu programa, Os Donos da Bola, um convidado com quem teve uma das maiores polêmicas de sua carreira: o ex-árbitro paulista José Aparecido de Oliveira, em quem deu uma cusparada nos anos 90.

Neto se irritou com o juiz em um clássico Corinthians x Palmeiras, válido pelo Campeonato Paulista de 1991. Foi expulso por Oliveira e reagiu cuspindo em seu rosto.

Depois disso, em diversos momentos de sua carreira na TV, o ex-camisa 10 do Corinthians admitiu o erro. Mas, nesta segunda, pela primeira vez fez isso ao vivo na presença do árbitro.

Logo na apresentação do programa, Neto anunciou a presença do ex-árbitro, mas não quis debater a polêmica. “Não vou falar mais sobre isso, já falei disso e sou cobrado todos os dias sobre isso”, comentou.

Após algum tempo, no decorrer do programa, Neto se soltou e comentou a antiga polêmica. Admitiu, no ar, na frente do ex-árbitro, que fez uma “sujeira”. “Estou feliz hoje de o José Aparecido estar aqui. O ser humano tem que ter humildade, e o que eu fiz foi um erro e sujeira da minha parte. Obrigado por você estar aqui, José Aparecido.”

O ex-árbitro disse que a polêmica já foi encerrada há muito tempo, mas ressaltou ter ficado contente com a atitude. “Ele teve humildade demais em admitir que errou. Quero que ele siga a carreira brilhante na TV. Foi bem legal a atitude dele, pois mostra a humildade que tem. Nada melhor do que um programa ao vivo para ter essa inciativa. Foi uma coisa muito bonita da parte dele”, falou ao UOL Esporte.

José Aparecido aproveitou para dizer que não tem nenhuma mágoa de Neto. “Da minha parte não tem nada. Eu separo muito bem as coisas. Foi uma atitude que ele tomou quando a pessoa está nervosa. Ele falou que arrependeu depois, ainda mais em jogo. Futebol é um jogo em que os nervos estão à flor da pele. Mas sempre administrei muito bem essa situação.”

Fonte: UOL

Categorias:Notícia Tags:

Responsável por formar árbitros visita sede da Federação Paulista

27/05/2013 2 comentários

rildo_goesEngana-se quem pensa que a formação de jovens profissionais no futebol se restringe apenas aos atletas. Em um projeto inovador, idealizado pelo árbitro baiano Rildo Gois, foi criada, na Bahia, a Divisão de Base de Árbitros de Futebol (DBAF), que consiste na formação de árbitros para o futebol brasileiro. Rildo esteve nesta sexta-feira visitando a sede da Federação Paulista de Futebol e explicou sobre o plano.

O árbitro ressaltou as dificuldades para encontrar futuros árbitros pela falta de interesse das pessoas. “É um projeto voltado para a formação dos árbitros de futebol na divisão de base. É um projeto que sempre busquei, desde 2000, mas era complicado de se realizar, pois quase ninguém gostaria de ser árbitro”, disse.

Rildo destacou a quantidade de crianças presentes no projeto. “Criamos o projeto oficialmente em 2011, quando fizemos algumas entrevistas, pois ainda existe uma dificuldade grande no Brasil. Cobra-se tanto do árbitro e ele nunca teve base, mas graças a Deus o projeto começou. Hoje temos 35 jovens estudando e aprendendo as regras do futebol”, afirmou.

Por fim, Gois agradeceu a algumas autoridades. “Quero agradecer ao Coronel Marcos Marinho (presidente da Comissão Estadual de Arbitragem de Futebol), ao Roberto Perassi (diretor da Escola de Árbitros Flávio Iazzetti) e ao senhor Arthur Alves Junior (presidente da Safesp) pela oportunidade em poder falar do projeto”, concluiu.

Fonte: FPF

Categorias:Notícia Tags:,

Arbitragem do Mundial Sub-20 na Turquia

ale_rocharicci_003photo_001

A FIFA divulgou a lista de árbitros e assistentes escalados para atuar no Mundial Sub-20 a ser realizado de 21 de junho a 13 de julho na Turquia. A competição serve de um pré-teste, para gabaritar os pretendentes para a Copa do Mundo de 2014. São árbitros dos 5 continentes e das 6 confederações do mundo todo.

O árbitro Sandro Meira Ricci (PB) e os assistentes Alessandro Rocha (BA) e Emerson de Carvalho (SP) integram a lista e são os únicos brasileiros escolhidos. Este deve ser o trio que nos representará na Copa 2014.

Confira a lista completa aqui.

Sem brasileiros, Fifa divulga nomes dos 30 árbitros para a Copa das Confederações

Restando pouco mais de um mês para o início da Copa das Confederações, a Fifa divulgou nesta segunda-feira (13) os 30 nomes dos árbitros que participarão da competição entre seleções. Sem representantes brasileiros, os escolhidos pela Conmebol para o torneio são três chilenos e três argentinos.

Diego Hernan Abal, da Argentina, e Enrique Osses, do Chile, foram os árbitros principais escolhidos pela entidade máxima do futebol sul-americano. Acompanham Abal na equipe de arbitragem argentina os auxiliares Hernan Maidana e Juan Pablo Belatti. Enquanto que Osses terá a companhia de Francisco Mondria Carvajal e Carlos Astroza Cardenas na equipe chilena.

As outras oito equipes são formadas por árbitros do Uzbequistão, Japão, Argélia, El Salvador, Alemanha, Portugal, Holanda, Marrocos, Kyrgystão e Inglaterra.

“Todos os selecionados são sérios candidatos à apitar na Copa do Mundo de 2014. Vamos nos preparar de acordo com as demandas do futebol, técnica e fisicamente. Precisamos trabalhar para prever qualquer tipo de situação na competição”, explicou Massimo Busacca, chefe da comissão de arbitragem da Fifa, em entrevista ao site oficial da entidade máxima do futebol.

Ex-árbitro, Busacca falou sobre como a Fifa pretende evitar os erros polêmicos que aconteceram nas últimas Copas do Mundo. “Trabalharemos principalmente aspectos técnicos e táticos. Essa preparação é fundamental e necessária para antever e prevenir eventuais problemas. O posicionamento no lugar certo na hora certa é um dos nossos principais objetivos”, disse.

Howard Webb, da Inglaterra, que apitou a final da última Copa do Mundo entre Espanha e Holanda, disputada na África do Sul, e Pedro Proença, português responsável pela arbitragem da decisão da Liga dos Campeões do ano passado, entre Bayern de Munique e Chelsea, são os destaques da lista.

Veja na imagem abaixo a lista com os 30 profissionais escolhidos para a competição:

ref-fifa-conf-2013

Fonte: Virgula

Paulo Cesar de Oliveira perde ação contra Scolari e ainda tem que pagar R$ 3.000

13/05/2013 1 comentário

O árbitro Paulo Cesar de Oliveira perdeu o processo por danos morais que movia na Justiça contra o técnico Luiz Felipe Scolari desde maio de 2011. Oliveira reclamava uma indenização de R$ 30 mil pelo fato do treinador ter dito que o juiz estava “premeditado” a prejudicar o Palmeiras em partida da semifinal do Campeonato Paulista de 2011 contra o Corinthians, em maio daquele ano.

scolari

À época, Felipão era o técnico da equipe alviverde, que foi eliminada em disputa de pênaltis após um empate de 1 a 1. Depois da partida, o técnico declarou que Paulo Cesar estava “premeditado” a prejudicar o seu time, principalmente depois de o “Jornal da Tarde” revelar o nome do árbitro como escolhido para apitar a semifinal antes mesmo do sorteio feito pela Federação Paulista de Futebol.

Por causa das declarações de Scolari, Paulo Cesar de Oliveira resolveu processar o treinador, requerendo sua condenação a indenizá-lo em R$ 30 mil pelos danos morais sofridos e também solicitando uma retratação pública “em entrevista perante órgão de imprensa nacional”.

Na última sexta-feira, porém, o juiz Edward Wickfield publicou sentença negando as demandas de Oliveira, e ainda condenando o árbitro a pagar os honorários advocatícios do defensor de Scolari, estipulados em R$ 3.000 (10% do valor da causa). Cabe recurso.

De acordo com o juiz de direito, o meio futebolístico é “ambiente de forte rivalidade, emoções exaltadas e destemperos verbais. Todavia, desde que não se convertam em violência (física ou verbal) ou crime contra a honra, devem ser toleradas pelos diretamente envolvidos”.

Além disso, segundo a decisão judicial, a crítica feita por Felipão em relação à escolha de Oliveira como árbitro da partida “foi voltada à Federação Paulista de Futebol e de Árbitros e à forte influência que o Corinthians tem nessas entidades”.

Por fim, Edward Wickfield arremata sua sentença com um “puxão de orelha” em Paulo Cesar de Oliveira: “O autor, como experiente e conhecido árbitro de futebol, deve, no exercício de sua atividade, superar sem maiores desconfortos as naturais manifestações contrárias à sua atuação, posto que está em posição rotineira de desagrado de um dos lados, mormente os componentes do inconformado time perdedor e sua torcida”.

Decisões divergentes

Se, na Justiça comum, Scolari não recebeu qualquer punição por suas palavras, o mesmo não aconteceu na Justiça desportiva. Pouco mais de duas semanas após a partida, ocorrida no dia 1º de maio de 2011, o técnico foi punido com seis jogos de suspensão no torneio estadual de 2012 e mais uma multa de R$ 40 mil.

Felipão foi punido por infração aos artigos 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala em conduta contrária à disciplina ou à ética, e 243-F (ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto).

O mesmo jogo rendeu punição a outros dois atletas do Palmeiras. O goleiro Deola pegou gancho de duas partidas por usar sua conta no Twitter para disparar críticas ao árbitro. “Parabéns para a Federação Paulista pela honestidade e a imparcialidade demonstrada e representada, hoje, pela figura do senhor Paulo Cesar de Oliveira”, escreveu ironicamente o goleiro na ocasião.

Já o zagueiro Danilo pegou uma partida de suspensão por infração ao artigo 254. Na ocasião, ele cometeu uma falta considerada violenta no atacante Liedson.

Fonte: UOL

Categorias:Notícia Tags:

Feliz Dia das Mães

20130512-003551.jpg

20130512-003558.jpg

Categorias:Geral
%d blogueiros gostam disto: