Início > Notícia > Conheça as profissões de alguns árbitros internacionais

Conheça as profissões de alguns árbitros internacionais

Poucas vezes elogiado e muito criticado, o árbitro de futebol é uma das figuras mais controversas do mundo da bola. Seja anulando um gol legítimo ou marcando infrações discutíveis, o juiz quase sempre está nas discussões pós-jogo.

Todavia, o profissional que entra em campo para mediar a partida faz aquilo quase como um “bico”. Na maioria das vezes exerce outra função no dia a dia. Conheça as ocupações de alguns dos árbitros mais famosos do mundo:

prof-rizzoli

Nicola Rizzoli: o italiano que apitou a final da Copa do Mundo no Brasil é arquiteto. Nicola também esteve nas decisões da Liga Europa de 2010 e da Liga dos Campeões de 2013.

prod-ubriaco

Dario Ubríaco: o uruguaio, que se aposentou em 2015, teve um passado peculiar: foi zagueiro de clubes como o Central Espanhol (Uruguai) e Dundee United (Escócia). Hoje, toca uma firma de frutos do mar com um amigo. Apitou a final da Libertadores do ano passado.

prof-heber

Heber Roberto Lopes: quadro brasileiro mais antigo da Fifa atualmente e árbitro com mais jogos na Série A, é professor de Educação Física. Natural de Londrina, Heber recebeu (e aceitou) uma proposta da Federação Catarinense para apitar jogos por lá. Com o maior salário do País na categoria, está cursando Jornalismo na faculdade.

El árbitro mexicano Marco Antonio Rodríguez muestra la tarjeta amarilla al belga Jan Vertonghen durante un partido del Grupo H mundialista, contra Argelia, el martes 17 de junio de 2014 (AP Foto/Ricardo Mazalán)

Marco Antonio Rodríguez: apelidado de “pequeno Drácula” em razão da semelhança com um personagem de TV, o mexicano teve partidas marcantes no currículo. Na Copa no Brasil, esteve em Itália x Uruguai, jogo em que Suárez mordeu Chiellini (e nada marcou no lance). Rodríguez também comandou o vexatório 7 a 1 no Mineirão. Foi sua última apresentação como árbitro. O “pequeno Drácula”, apelido que nunca teve a simpatia de Rodríguez, hoje é pastor protestante e diretor de cursos relacionados ao mundo do esporte e da arbitragem.

MUNICH, GERMANY - APRIL 09:  Referee Jonas Eriksson reacts during the UEFA Champions League quarter-final second leg match between FC Bayern Muenchen and Manchester United at Allianz Arena on April 9, 2014 in Munich, Germany.  (Photo by Lennart Preiss/Bongarts/Getty Images)

Jonas Eriksson: o sueco tem uma história de vida interessante. Começou como jornalista, mas logo foi trabalhar na IEC, empresa que detém direitos de transmissão de eventos pelo mundo. Sócio da companhia, vendeu em 2007 seus 15% no negócio por seis milhões de libras (pela cotação atual, R$ 31 milhões). “Tive um período fantástico como empresário, mas desde 2011 me dedico apenas a ser árbitro”, disse. No currículo, a Super Copa da Uefa de 2013 e dois jogos da Copa de 2014: EUA x Gana e Argentina x Suíça.

prof-colina

Pierluigi Colina: o italiano é considerado pelo IFFHS o melhor árbitro de todos os tempos. Aposentado em 2005, Colina foi o juiz da decisão Alemanha x Brasil, em 2002, que deu o pentacampeonato à seleção. Formado em Economia, trabalhou como consultor financeiro de um banco até 1991, quando começou sua carreira nos gramados. Atualmente é dirigente na Associação Italiana de Árbitros.

Fonte: Yahoo Esportes

Anúncios
Categorias:Notícia
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: