Início > Notícia > Palmeirense Dudu é condenado a pagar R$ 25 mil para Ceretta

Palmeirense Dudu é condenado a pagar R$ 25 mil para Ceretta

Confusão na decisão do Campeonato Paulista de 2015 tem novo capítulo, desta vez na Justiça Comum. Atacante do Palmeiras é condenado por danos morais.

A final do Campeonato Paulista de 2015 parece ainda não ter terminado para o ex-árbitro Guilherme Ceretta de Lima e para o atacante Dudu, do Palmeiras. Em decisão em primeira instância, a juíza Graziela Gomes dos Santos Biazzim, da 2ª Vara Cível de Votorantim, deu parecer favorável ao ex-árbitro em ação movida contra o jogador por danos morais, após um empurrão sofrido por Ceretta na partida decisiva contra o Santos, na Vila Belmiro. O atacante terá que pagar R$ 25 mil, além de arcar com os custos de todo o processo. Ainda cabe recurso para o jogador do Palmeiras.

dudu

GloboEsporte.com teve acesso ao processo. Na decisão, a juíza afirmou: “A agressão física, como também os xingamentos, não foram genéricos ou corriqueiros, como quer fazer crer a parte contrária. Ao contrário, foram dirigidos diretamente ao autor, enquanto árbitro da partida, sendo que, posteriormente, tais fatos acabaram sendo divulgados pela mídia social; o que, de certa forma, veio a agravar a situação ocorrida, tornando-se mundialmente conhecidas as ofensas praticadas pelo réu. Com sua conduta, o réu não só deixou de respeitar a ética e as regras do futebol – tanto é que foi punido pela Justiça Desportiva -, bem como veio a ofender a imagem e a honra do requerente, que apenas fazia cumprir as regras do jogo em questão, ultrapassando, assim, o grau de mero desentendimento, este, de certa forma, comum em partidas de futebol, onde os ânimos se exaltam pela própria dinâmica da disputa. Mas os excessos não podem ser admitidos.
Ponderando-se todos os fatores explicitados, conclui-se que a quantia de R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais) mostra-se razoável para atender o binômio reparação-reprimenda.”

processo

A decisão é em primeira instância e cabe recurso ao jogador do Palmeiras. Nenhum dos dois envolvidos estiveram presentes em ação conciliatória, realizada no início de maio.

Entenda o caso

A confusão entre os dois começou quando Dudu empurrou o árbitro pelas costas, após ter sido expulso em lance com Geuvânio, do Santos, em partida válida pela segunda final do Paulistão. Na ocasião, o atacante do Palmeiras acabou punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol com 180 dias de suspensão por agressão.

Meses depois, porém, o Palmeiras conseguiu reduzir a punição do atacante para seis jogos, o que causou revolta em Ceretta. Depois do episódio, o árbitro entrou com a ação na Justiça Comum.

Pouco utilizado na última temporada – após a final do Paulistão, ele apitou apenas uma partida no Campeonato Brasileiro –, Guilherme Ceretta de Lima deixou o quadro da CBF ao não participar de testes periódicos. No fim do ano, anunciou que não apitaria mais no Brasil e partiu rumo aos Estados Unidos para trabalhar como treinador de uma escolinha de futebol, não descartando investir na carreira de árbitro no país.

Fonte: Globo Esporte

Anúncios
Categorias:Notícia Tags:,
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: