Início > Notícia > Como o tráfico de drogas influenciou a arbitragem na Copa Libertadores

Como o tráfico de drogas influenciou a arbitragem na Copa Libertadores

Clube que hoje é respeitado no mundo todo pela sua demonstração de humanidade e apoio incondicional às vitimas da tragédia da Chapecoense, o Atlético Nacional já teve episódio manchado por influência do crime organizado.

No ano de 1990, auge da atuação do Cartel de Medelim (Colômbia), comandando pelo narco traficante Pablo Escobar, uma das maneiras que o crime organizado encontrou de lavar dinheiro e de ganhar carisma da população local foi patrocinando equipes de futebol pelo país, como o Independiente de Medellín e o próprio Atlético Nacional.

vasco-pablo-escobar

Durante a disputa da Copa Libertadores da América no ano de 1990, uma grande suspeita pairou sob a partida da equipe Atlético Nacional contra o Vasco da Gama, vencida pelos colombianos por 3 a 2. O árbitro uruguaio Daniel Cardellino confessou que recebeu ameaças de morte, além de uma oferta de 20 mil dólares para ajudar o Atlético Nacional a vencer a partida de volta das quarta-de-final. Era a famosa tática do “chumbo ou dinheiro” praticada pelos barões das drogas a fim de coagir as pessoas à base do medo, violência e suborno.

Em entrevista ao jornal “O Estado de S. Paulo”, em 2014, Eurico Miranda, presidente do Vasco, afirmou que “havia caras com metralhadora no vestiário, tinha cartel de Medellín no meio”.

Após a denúncia, a Conmebol decidiu que a partida deveria ser jogada novamente, porém em solo neutro, para evitar influência no resultado. O jogo foi disputado no Chile e os colombianos voltaram a vencer os cariocas pelo placar de 1 a 0.

O árbitro argentino Juan Bava contou uma história similar em um dos empates em 1989. Ele recebeu uma oferta de um milhão de dólares para favorecer o Atlético Nacional enquanto tinha uma arma apontada para sua cabeça.

Em novembro de 1989, o assistente Álvaro Ortega foi morto a tiros em Medelim. Semanas antes de sua morte, Ortega havia anulado um gol do Independiente de Medelín em um jogo decisivo contra o América de Cáli. A federação local foi pressionada pela Fifa e pela Conmebol e decidiu suspender o Campeonato Colombiano daquele ano, que terminou sem um campeão.

Anúncios
Categorias:Notícia Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: