Início > Notícia > IFAB propões mudanças radicais nas Regras para 2018

IFAB propões mudanças radicais nas Regras para 2018

Após as grandes mudanças nas regras que o IFAB promoveu em 2016 durante a 130º Assembleia Anual – que incluiu o uso do árbitro de vídeo e alterações na filosofia da interpretação de lances que impedem uma oportunidade clara de gol – a entidade viu como positiva a recepção das novas regras e, em conjunto com a FIFA, agora quer expandir o debate sobre uma nova proposta de mudanças para as Regras do Jogo em 2018 para o desenvolvimento do futebol, em sintonia com o programa Fair Play da FIFA e dentro da estratégia 2017-2022 da entidade.

A ideia é promover uma mudança geral sobre como todos os envolvidos tratam o esporte, desde jogadores, treinadores, árbitros, gestores e torcedores, até os organizadores e entidades do futebol. É a chamada para a nova atitude do Jogo Limpo (ou Fair Play), nas palavras do IFAB, que está fundamentada no respeito às regras, aos árbitros, aos demais participantes e ao jogo em si.

Essa nova atitude está centrada em 3 pilares para desenvolver e usar as regras do jogo:

  • Criar, promover e proteger a legitimidade e integridade
  • Universalidade e inclusão, fazendo o jogo acessível a todos, independente de idade, raça, religião, cultura, gênero, orientação sexual, condição física ou mental e, principalmente, habilidade
  • Uso da tecnologia para beneficar o jogo.

A busca está em tornar o jogo mais justo, interessante e divertido por meio das regras para que tanto o jogo quando os jogadores sirvam de exemplo positivo para a sociedade e futuras gerações.

Como base na estratégia do IFAB, a proposta de mudanças tocam em 3 pontos cruciais que afetam o futebol nos diferentes níveis e em todas as partes do mundo.

  • Melhorar o comportamento dos jogadores e aumentar o respeito
  • Aumento do tempo de bola em jogo
  • Melhorar a legitimidade e o interesse do jogo

O documento oficial publicado pelo IFAB (em inglês) no website do programa (http://www.play-fair.com/) apresenta as propostas que podem ser adotadas em diferentes estágios: imediatamente, pronto para testes e para discussão.

Melhorar o comportamento dos jogadores e aumentar o respeito

O objetivo neste ponto é mudar o comportamento dos jogadores e da comissão técnica, especialmente dos treinadores, de forma positiva, fazendo aumentar o respeito ao espírito e ao texto das regras e aos árbitros das partidas. As propostas para isso incluem:

  • Aumentar a responsabilidade dos capitães das equipes (só eles falariam com o árbitro)
  • Acabar com reclamações de jogadores em cima dos árbitros (usando de punições mais severas a jogadores e ao clube)
  • Cartões amarelo e vermelho para os treinadores e comissão técnica (melhorar a comunicação das punições)
  • Cumprimento (aperto de mão) entre os árbitros e os técnicos das equipes antes das partidas
  • Cartão vermelho para jogador reserva diminui número de substituições da equipe

Aumento do tempo de bola em jogo

Em muitos casos uma partida de 90 minutos tem menos de 60 minutos de bola rolando, ou seja, muito tempo parado ou perdido. A proposta neste ponto é de melhorar esse número com as seguintes iniciativas:

  • Maior rigor controle do tempo adicional (acréscimos) ao fim de cada tempo
  • Arbitragem ser mais rigorosa com os 6 segundos que o goleiro segura a bola
  • Agilizar o processo de substituição
  • Mudar a forma de cronometrar o jogo (exemplo: tempos de 30 minutos com relógio correndo apenas com a bola em jogo)
  • Uso de relógio nos estádios em conexão com o relógio dos árbitros
  • Jogador poder sair jogando sozinho de um tiro livre, tiro de canto ou tiro de meta (permitir o segundo toque)
  • Permitir a cobrança de tiro de meta com a bola rolando
  • Restringir a cobrança do tiro de meta do mesmo lado em que a bola saiu (para evitar perda de tempo quando o jogador quer cobrar do outro lado)

Melhorar a legitimidade e o interesse do jogo

A fim de fazer o jogo mais justo e interessante de assistir, jogar, treinar e apitar, as propostas visam mudar conceitos conhecidos do jogo, como:

  • Alterar a sequência na cobrança nas decisões dos tiros penais
  • Permitir a defesa jogar a bola dentro da área nas cobranças de tiro de meta e tiro livre (dentro da área)
  • Expulsar jogador que marca gol com as mãos; Dar pênalti se o goleiro toca com a mão a bola recuada ou de um lateral seu; e árbitro conceder um gol se a defesa impedir um gol claro com a mão bem próximo à linha de meta
  • Encerrar os tempos de jogo somente quando a bola sair de jogo
  • Na cobrança de pênalti dar tiro de meta caso um gol não tenha sido marcado diretamente

As propostas são muitas, desde simples ações que não requer nenhuma mudanças nas regras, até pontos polêmicos e que mudam a dinâmica do jogo de certa forma.

O que achou?

Anúncios
Categorias:Notícia Tags:, ,
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: