Início > Notícia > Árbitro inventou regra durante jogo e deu falta e cartão por “má vontade”

Árbitro inventou regra durante jogo e deu falta e cartão por “má vontade”

A intenção do árbitro Juan Carlos Demaro era boa. Ao ver que Ferro Carril e Huracán não se atacavam, ele marcou uma falta. Como a torcida começava a protestar contra as equipes, Demaro decidiu dar um fim àquilo que ele interpretou como “enrolação”. Só havia um problema: isso não estava na regra nem previsto em nenhum regulamento. Era praticamente um ato de justiça com as próprias mãos.

A partida em questão foi disputada na Argentina, em agosto de 1982. O Ferro Carril não perdia havia 24 rodadas e era o favorito. Mas aos 5min do segundo tempo, com o placar em 0 a 0, o árbitro perdeu a paciência ao ver a falta de interesse de ambos os times de buscar o gol.

“Entendi que houve deslealdade por parte dos jogadores do Ferro, um ato de má-fé que prejudicou o público. Rocchia e Arregui trocaram 12 ou 15 passes [laterais]. Como achei isso desleal, marquei falta contra o Ferro”, explicou o árbitro na época ao jornal “Clarín”.

“É verdade que os jogadores do Huracán também foram pressionar para roubar a bola, mas eles estavam defendendo. Depois disso falei a todos que fossem para o ataque ou eu pegaria a bola e iria embora”, acrescentou.

Os jogadores do Ferro Carril ficaram furiosos com a marcação da falta. Relatos apontam que, na verdade, nenhum dos times entendeu o que estava acontecendo. Mas a ira do Ferro aumentou ainda mais quando Rocchia, que estava com a bola no momento da “falta” e era o capitão, foi expulso.

“Ele me questionou de forma muito agressiva sobre o que eu havia marcado, por isso o puni com o cartão amarelo. Quando a partida seria reiniciada, o árbitro assistente disse que Rocchia havia me insultado. Por isso o expulsei”, justificou Demaro.

Nos dias seguintes ao jogo, o árbitro foi procurado pela comissão de arbitragem da Argentina e acabou repreendido. Sua boa intenção foi reconhecida, mas como ele inventara uma regra durante o jogo, aquilo foi interpretado como um erro.

Mas talvez outro detalhe tenha irritado Demaro ainda mais. Depois de toda a confusão e com o Huracán com um jogador a mais, a partida terminou como começou, num empate sem gols.

Fonte: UOL Esporte

Anúncios
Categorias:Notícia
  1. Rock Hudson
    07/11/2017 às 11:02

    Na realidade a atitude dos atletas em não buscar o jogo é uma atitude ante-desportiva e passível sim de falta, com tiro livre indireto e punível com cartão amarelo, na reincidência ou ofensas ao trio de arbitragem, já tendo um amarelo, aplica-se o cartão vermelho. Onde ele inventou a regra eu não vi.
    O que faltou foi malandragem da parte do árbitro, ele poderia fazer corpo mole e acompanhar o jogo, até caracterizar descaso à pratica desportiva, esperar o término da primeira etapa e não retornar no segundo tempo.
    É nisso que dá querer fazer a coisa certa em terra de vagabundos, aqui no Brasil não é diferente. Nota-se pela quantidade de processos noticiados contra dirigentes da CBF e outros.
    Os árbitros têm que agir como diz o velho ditado “Em lagoa que tem piranha, macaco toma água de canudinho”.

    • 10/11/2017 às 8:23

      A regra não prevê punição com tiro livre ou disciplinar (cartão) por conta de “má vontade” dos jogadores, o famoso “toque de lado”. No entanto, o árbitro é instruido a conversar com os capitães das equipes e orientá-los sobre os fatos e das medidades a serem tomadas. O árbitro deverá fazer um relatório sobre o ocorrido na partida. Vale ressaltar que, na época do ocorrido, as regras do jogo eram um pouco diferentes.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: