Arquivo

Posts Tagged ‘2017’

Árbitro de vídeo estreia na semi da Libertadores de forma decisiva

Depois de duas partidas em que esteve disponível, mas não foi usado, o recurso do árbitro de vídeo (VAR) enfim “estreou” na Libertadores. E foi decisivo na heroica classificação do Lanús à final da competição, com vitória de virada por 4 a 2 sobre o River Plate nesta terça-feira (31), após derrota por 1 a 0 no jogo de ida.

Jogando em casa e empurrado por sua fanática torcida no estádio La Fortaleza, o Lanús saiu perdendo por 2 a 0 ainda no primeiro tempo. Precisava de quatro gols para avançar à decisão. E conseguiu, sendo que dois deles contaram com intervenções cruciais do árbitro de vídeo para serem validados.

O River começou a todo vapor. Scocco, de pênalti, aos 17 minutos, e Montiel, aos 23, balançaram a rede e deixaram a classificação praticamente inatingível para os donos da casa. Mas o Lanús descontou no final da primeira etapa, aos 46 minutos, com Sand.

A primeira aparição da tecnologia na história da Libertadores aconteceu no gol de empate do Lanús, marcado logo no começo do segundo tempo, novamente por Sand. Ele aproveitou uma sobra de bola na área e finalizou para as redes. O árbitro Wilmar Roldán pediu o auxílio do vídeo para determinar se o jogador estava impedido e validou o gol.

Embalado, o Lanús fez o terceiro gol aos 16, com Lautaro Acosta. E aos 23, novamente o árbitro de vídeo foi protagonista: Montiel puxou Pasquini dentro da área e, após rever o lance na televisão, Wilmar Roldán marcou a penalidade. Alejandro Silva converteu e fez o gol da classificação histórica do time da casa.

O técnico do River Plate, Marcelo Gallardo, fez fortes críticas ao uso de árbitro de vídeo durante a semifinal.

“Nós não vamos desviar a responsabilidade, falhamos porque tínhamos o resultado a favor. Mas então houve polêmicas em que eles decididamente falharam no uso da tecnologia. É difícil saber se ele (árbitro de vídeo) vai ser usado para uma equipe ou ambos. Não sei qual é a explicação que eles vão dar agora. Tudo o que eles explicaram foi inútil, serviu para um time e nada mais”, disse Gallardo.

Na final, o Lanús enfrentará o Grêmio ou o Barcelona de Guayaquil. No jogo de ida, no Equador, o time brasileiro venceu por 3 a 0 e encaminhou a classificação. A vaga será decidida nesta quarta (1), em Porto Alegre.

Anúncios

Campeonato argentino tem mulher na arbitragem pela primeira vez na história

A assistente Gisela Trucco se tornou nesta segunda-feira a primeira mulher da história a atuar em um jogo da primeira divisão do Campeonato Argentino, o empate entre por 1 a 1 entre o Defensa y Justicia e o Olimpo, válido pela sétima rodada.

“Peço que tenham o mesmo respeito com qual trabalhamos por toda a vida”, disse o árbitro principal da partida, Fernando Rapallini, antes de a bola rolar.

Trucco, de 29 anos, foi aplaudida pelos torcedores do Defensa y Justicia quando entrou em campo. A juíza, que se formou em 2007, fez um bom trabalho na sua estreia na primeira divisão.

A Associação do Futebol Argentino (AFA) classificou a estreia de Gisela como “histórico” e um “marco para a arbitragem” do país.

“A vontade foi mais forte que o mundo machista. É um prêmio ao esforço realizado. Espero que seja o ponto de partida para abrir portas para mais mulheres”, disse Trucco aos jornalistas.

Fonte: ESPN

Categorias:Notícia Tags:, ,

CBF confirma trio brasileiro na arbitragem do Mundial de Clubes

O Brasil ainda pode ser representado no Mundial de Clubes pelo Grêmio, que luta pelo título da Libertadores e está na semifinal da competição continental. De qualquer forma, o país já sabe que estará presente nos Emirados Árabes Unidos.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou, nesta segunda-feira, que o trio de arbitragem formado por Sandro Meira Ricci como juiz, além de Emerson de Carvalho e Marcelo Van Gasse como assistentes, foi convocado para participarem do Mundial.

Além deles, Wilton Pereira Sampaio foi escolhido como um dos profissionais que trabalhará como árbitro de vídeo na competição. O evento contará com o uso de tecnologia, como aconteceu na edição de 2016.

De acordo com o comunicado da entidade que comanda o futebol nacional, os representantes da arbitragem brasileira chegarão a Abu Dhabi em 30 de novembro, para iniciarem a preparação para o torneio que reúne os campeões de cada continente, além de um representante do país-sede.

Dos sete participantes do Mundial de Clubes, quatro já estão definidos. O principal é o Real Madrid, campeão europeu. Além dos espanhóis, Auckland City-NZL (Oceania), Pachuca-MEX (América do Norte, Central e Caribe) e Al-Jazira (campeão dos Emirados Árabes Unidos) disputarão o torneio, que acontece entre 6 e 16 de dezembro.

Fonte: ESPN

Ricci será o primeiro árbitro de vídeo da história da Libertadores

O brasileiro Sandro Meira Ricci será o primeiro árbitro de vídeo da história da Copa Libertadores. A Conmebol anunciou nesta quarta-feira (18) que Ricci foi o encarregado da função para a primeira partida da semifinal entre River Plate e Lanús, no Monumental de Núñez, no próximo dia 24.

A equipe de arbitragem será composta por brasileiros e equatorianos. Wilton Sampaio será o árbitro, auxiliado por Bruno Boschilia e Kleber Lucio Gil. Anderson Daronco é o quarto árbitro, enquanto Ricci cuidará da arbitragem de vídeo ao lado dos assistentes Roddy Zambrano e Christian Lescano, ambos do Equador.

Para a semifinal entre Barcelona de Guayaquil e Grêmio, cujo primeiro jogo será no Equador, no dia 25, o time de arbitragem será um misto entre argentinos e peruanos. Nestor Pitana apitará o jogo, auxiliado por Hernan Maidana e Juan Pablo Belatti, todos da Argentina. O peruano Diego Haro será o quarto árbitro, enquanto a videoarbitragem ficará a cargo de Mauro Vigliano (Argentina), com a ajuda dos assistentes Patricio Loustau (Argentina) e Jonny Bossio (Peru).

Será a primeira rodada da história da competição a contar com o auxílio da nova tecnologia de arbitragem, a fim de minimizar erros e polêmicas nos jogos decisivos.

Fonte: UOL Esportes

Mulheres na arbitragem no Mundial FIFA Sub-17 na Índia

Mulheres na arbitragem do Mundial FIFA Sub-17 na Índia.

Na foto: Claudia Umpierrez (URU), Carol Anne Chenard (CAN), Esther Staubli (SUI),  Anna-Marie Keighley (NZL), Gladys Lengwe (ZAM), Kateryna Monzul (UKR).

A árbitra suíça, Esther Staubli, em ação na partida entre Japão e Nova Caledônia no dia 14 de outubro. Ela foi a primeira mulher na história a apitar uma competição internacional masculina da FIFA.

Categorias:Notícia Tags:, ,

Árbitra suíça é a primeira mulher apitar competição masculina da FIFA

A FIFA recentemente tem trabalhado para dar mais visibilidade e importância às mulheres no futebol e em alinhamento com seu projeto de desenvolvimento do futebol feminino acabou de quebrar mais uma barreira no esporte. A árbitra suíça de 38 anos, Esther Staubli, será a primeira mulher na história a apitar uma competição internacional realizada pela entidade. Ela faz parte do quadro FIFA desde 2006.

No próximo sábado (14), Esther vai comandar a partida entre as seleções do Japão e da Nova Caledônia no Mundial Sub-17 da FIFA 2017, realizado na Índia. A partida ocorreará no estádio Vivekananda Yuba Bharati Krirangan, na cidade de Kolkata. Ela é uma das sete mulheres selecionadas pela comissão de arbitragem da FIFA para esta competição, junto com outro homens. Os trabalhos para o torneiro incluiram um seminário, sessões teóricas em sala de aula e práticas no campo de jogo.

É uma grande oportunidade de homens e mulheres, juntos, trocarem experiências e unirem forças em prol do desenvolvido da arbitragem, discutindo sobre a interpretação, posicionamento em campo e a tomada de decisão. Ambos tendem a ganhar. Com poucas competições femininas de alto nível pelo mundo, estas oportunidades são cruciais para preparar as árbitras para o Mundial Feminino de 2019. É um grande passo para elas alcaçarem o alto nível na arbitragem.

A escolha das árbitras para um torneio masculino é consequência de um programa educacional que o departamento de arbitragem da FIFA iniciou em 2016. Os resultados positivos observados nas sessões de preparação conjunta mostraram que a hora chegou para a elite feminina atuar em competições com seus colegas homens.

Três brasileiros estão entre os convocados para o torneio e são o provável trio que devem ir para a Copa do Mundo 2018 na Rússia, o mesmo da última Copa do Mundo: Sandro Meira Ricci, Emerson Carvalho (SP) e Marcelo Van Gasse (SP). No entanto, nenhuma mulher brasileira foi convocada. Entre as sulamericanas está a urugiaia Claudia Umpiérrez.

A relação dos árbitros e árbitras convidadas para participar do Mundial Sub-17 na Índia pode ser conferido no documento oficial da FIFA.

Fonte: FIFA

Categorias:Notícia Tags:, ,

Árbitros brasileiros dominaram a última rodada das Eliminatórias da Copa 2018

Com o Brasil como único classificado do continente antes da última rodada, árbitros brasileiros apitaram quatro dos cinco jogos das Eliminatórias. Anderson Daronco foi responsável por Equador x Argentina e Brasil x Chile foi comandado por equatorianos.

O Brasil ser o único da América do Sul classificado para a Copa de 2018 foi bom também para os árbitros do país. A Fifa definiu os quartetos de arbitragem da última rodada das eliminatórias da Conmebol, e quatro dos cinco jogos foram comandados por equipes brasileiras. A exceção, como era de se esperar, foi o duelo entre Brasil e Chile, em São Paulo. Todas as partidas ocorreram ontem (terça-feira), às 20h30 (de Brasília).

Anderson Daronco apitou a partida de maior expectativa, o confronto entre Equador e Argentina, em Quito, acompanhado pelos assistentes Alessandro Rocha e Fabricio Vilarinho, além do quarto árbitro Rodolpho Toski.

O jogo entre Paraguai e Venezuela teve o comando de Wilton Sampaio, com os assistentes Kleber Gil e Bruno Boschilia e Raphael Claus de reserva. Na partida entre Peru e Colômbia o juíz foi Sandro Ricci, junto com Emerson de Carvalho e Marcelo Van Gasse, provável trio mundialista em 2018, e a reserva ficou com Wagner Magalhães. E Uruguai e Bolívia teve Ricardo Marques, ladeado por Rodrigo Corrêa e Guilherme Dias Camilo, e o paulista Luiz Flávio de Oliveira foi o quarto árbitro.

Brasil x Chile teve arbitragem equatoriana, liderada pelo juiz Roddy Zambrano. Christian Lescano e Byron Romero foram os assistentes.

%d blogueiros gostam disto: