Arquivo

Posts Tagged ‘Bibiana’

Bibiana Steinhaus é a primeira mulher a apitar nos principais campeonatos europeus

10/09/2017 1 comentário

A policial alemã Bibiana Steinhaus de 38 anos se tornou neste domingo a primeira mulher a apitar um jogo de futebol da primeira divisão de um dos maiores campeonatos europeus, ao dirigir a partida entre o Hertha Berlim contra o Werder Bremen, pela terceira rodada do campeonato alemão.

Após 10 anos de carreira na segunda divisão do seu país e ter sido designada para atuar nos mais importantes jogos do futebol feminino mundial, finalmente Bibiana foi selecionada para integrar o elenco de 24 árbitros da Bundesliga.

Embora outras mulheres tenham atuado em alto nível como árbitras assistentes em competições da França, Itália e Inglaterra, essa é a primeira vez que uma mulher chega a este nível comandando uma partida como árbitra principal. Um êxito em tanto.

A secretária-geral da FIFA, Fatma Samoura, escreveu em seu perfil no Facebook: “é uma mensagem forte para o resto do mundo”.

Em entrevista dada por Bibiana dias antes da partida, ela comentou:

– Nunca fiz isto com um objetivo de emancipação. Fiz simplesmente aquilo que amo. Mas se sou um exemplo para muitas jovens mulheres, ou mesmo uma pioneira no avanço na igualdade de direitos, fico satisfeita, evidentemente.

Anúncios
Categorias:Notícia Tags:, ,

Campeonato Alemão terá mulher como árbitra principal

Bibiana Steinhaus, de 38 anos, é policial, já apitou partidas de segunda divisão e teve problemas com Guardiola em 2014, quando era quarta árbitra.

O Campeonato Alemão terá uma grande novidade em seu quadro de arbitragem para a temporada 2017/18. Pela primeira vez na história, uma mulher ser árbitra principal da primeira divisão do país. Bibiana Steinhaus, de 38 anos, vinha trabalhando como quarta árbitra e chegou a apitar partidas de divisões inferiores e da Copa da Alemanha. A Federação Alemã de Futebol confirmou sua promoção nesta sexta-feira.

– Esse sempre foi meu sonho. O fato de que este sonho agora se tornará realidade, é claro, me enche de uma alegria muito grande – disse Bibiana em declaração ao site oficial da Federação Alemã de Futebol.

A árbitra alemã é policial de profissão, mas faz parte do quadro de arbitragem da Federação Alemã de Futebol desde 1999. Em 2003, apitou a decisão da Copa da Alemanha feminina. Em 2005, se tornou árbitra oficial da FIFA e em 2007 começou a apitar jogos de futebol masculino. Ela carrega a experiência de ter atuado em partidas do Mundial feminino e também das Olimpíadas.

Bibiana Steinhaus já se envolveu em algumas polêmicas no futebol alemão, sem nunca perder sua postura firme. Em 2014, em uma partida da Copa da Alemanha entre Bayern de Munique e Borussia Monchengladbach, Pep Guardiola foi bastante rude ao reclamar do tempo de acréscimo. Primeiro, apertou sua mão com força, e depois colocou a mão no ombro da árbitra para fazer novas ponderações.

Em outra situação, em 2015, ela foi desrespeitada pelo meia Kerem Demirbay, do Fortuna Düsseldorf, após expulsá-lo em uma partida da segunda divisão. O jogador saiu de campo dizendo que “futebol é coisa de homem” e acabou punido pelo clube, que o obrigou a apitar uma partida de futebol feminino. Demirbay se desculpou com a árbitra e o público após o ocorrido.

Fonte: Globo Esporte

Categorias:Notícia Tags:, ,

Bibiana Steinhaus apita a final da Copa do Mundo Feminina

A final da Copa do Mundo Feminina 2011 na Alemanha, que será disputada entre Japão e os Estados Unidos no próximo domingo, 17 de julho, vai ter o comando da bela árbitra alemã Bibiana Steinhause. A loira terá a assistência de suas compatriotas Marina Wozniak e Katrin Rafalski. A quarta árbitra será Jenny Palmqvist (Suécia) e a quinta árbitra será Maria Luisa Gutierrez (Espanha).

Bibi, como é carinhosamente chamada, atua nas competições profissionais da segunda divisão da Bundesliga na Alemanha e é do quadro da FIFA desde 2005. Ela atuou em duas partidas desta Copa do Mundo Feminina – EUA x Coréia do Norte e Guiné Equatorial x Brasil.

Já a partida para definir o terceiro e quarto colocados, entre Suécia e França será arbitrada pela norteamericana Kari Seitz, juntamente com as assistentes Veronica Perez e Marlene Duffy, com a quarta árbitra Quetzalli Alvarado (México).

Nenhuma árbitra ou assistente brasileira foi convocada para a competição, o que mostra que algo tem de ser feito em nível nacional para que as nossas profissionais voltem a ter prestígio nas competições internacionais, perdido desde a saída de Silvia Regina de Oliveira e Ana Paula Oliveira, ambas paulistas que ostentavam o escudo FIFA.

Confira a lista completa das árbitras e assistentes deste mundial:

Árbitras estão espalhadas pelo mundo - Brasil ficou de fora

Ásia – AFC

  • Sung Mi Cha – Coréia do Sul
  • Etsuko Fukano – Japão
  • Jacqui Melksham – Austrália

Árbitras assistentes:

  • Allyson Flynn – Austrália
  • Sarah Ho – Austrália
  • Kyoung Min Kim – Coréia do Sul
  • Widiya Habibah Shamsuri – Malásia
  • Saori Takahashi – Japão
  • Lingling Zhang – China

África – CAF

  • Therese Raissa Neguel – Camarões

Árbitras assistentes:

  • Tempa Ndah Francois – Benin
  • Lidwine Pelagie Rakotozafinoro – Madagascar

América do Norte e Central – CONCACAF

  • Quetzalli Alvarado Godinez – México
  • Carol Anne Chenard – Canadá
  • Kari Seitz – Estados Unidos

Árbitras assistentes:

  • Emperatriz Ivonne Ayala Lopez – El Salvador
  • Mayte Ivonne Chavez Garcia – México
  • Rita Munoz – México
  • Marlene Duffy – Estados Unidos
  • Veronica Perez – Estados Unidos
  • Cindy Mohammed – Trinidad e Tobago

América do Sul – CONMEBOL

  • Estela Mary Alvarez De Olivera – Argentina
  • Silvia Elizabeth Reyes Juarez – Peru

Árbitras assistentes:

  • Mariana Betina Corbo Odone – Uruguai
  • Yoly Esperanza Garcia Colmenares – Venezuela
  • Marlene Leyton – Peru
  • Maria Eugenia Rocco – Argentina

Oceania – OFC

  • Finau Vulivuli – Fiji

Árbitras assistentes:

  • Jacqueline Stephenson – Nova Zelândia
  • Lata I Sia Tuifutuna – Tonga

Europa – UEFA

  • Dagmar Damkova – República Tcheca
  • Gyongyi Gaal – Hungria
  • Kirsi Heikkinen – Finlândia
  • Jenny Palmqvist – Suécia
  • Christina Pedersen – Noruega
  • Bibiana Steinhaus – Alemanha

Árbitras assistentes:

  • Cristina Cini – Itália
  • Anu Jokela – Finlândia
  • Tonja Paavola – Finlândia
  • Helen Karo – Suécia
  • Anna Nyström – Suécia
  • Yolanda Parga Rodriguez – Espanha
  • Maria Luisa Villa Gutierrez – Espanha
  • Kathrin Rafalski – Alemanha
  • Marina Wozniak – Alemanha
  • Lada Rojc – Croácia
  • Hege Steinlund – Noruega

Árbitras suplentes:

  • Thalia Mitsi – Grécia
  • Kateryna Monzul – Ucrânia
  • Esther Staubl – Suíça
%d blogueiros gostam disto: