Arquivo

Posts Tagged ‘CBF’

Árbitro de Vídeo: em busca da concentração ideal

O Árbitro Assistente de Vídeo (VAR) ganhou um reforço importante. Para usar bem a ferramenta, é necessário estar com a cabeça bem tranquila para garantir o nível de concentração ideal. Foi por isso que a tecnologia ganhou o importante reforço. A Comissão de Arbitragem da CBF convocou as psicólogas Marta Magalhães e Marta Minopoli para um intensivo com os participantes do curso de capacitação do VAR, realizado no Eco Resort Oscar Inn, em Águas de Lindóia (SP).

Na noite da última quinta-feira (28), as profissionais fizeram uma apresentação dos métodos que utilizam aos árbitros e assistentes e promoveram alguns testes. Primeiro, os participantes desenvolveram algumas respostas no papel. Na sequência, foram para a máquina. Com cada um sendo testado de forma individual, foram medidos níveis de respiração, concentração e ansiedade, além da coerência cardíaca.

– Foi um avaliação muito boa. A Doutora Marta trabalha o pilar mental há alguns anos com a gente. Fizemos alguns testes e por último foi realizado o cardioemotion, que é novo para nós. Ele trabalha a respiração e a concentração, que será fundamental para o trabalho do Árbitro de Vídeo. É preciso estar altamente focado para ficar atendo a tudo o que está passando nos monitores e aguardando as solicitações dos árbitros de campo. Então, aprendemos aqui o quanto é importante o controle da respiração – avaliou o árbitro assistente Flávio Barroca.

Na manhã desta sexta-feira (29), os resultados foram apresentados aos participantes e houve comparativos entre os níveis. A psicóloga Marta Magalhães explica que é importante que os próprios árbitros e assistentes se conheçam para que possam fazer um controle dos aspectos mais importantes.

– Os árbitros e assistentes foram submetidos a três testes diferentes. O primeiro foi o de atenção concentrada, dividida e alternada. São ferramentas que eles vão utilizar no árbitro de vídeo. Depois foi feito o teste de personalidade, para nós estarmos elencando os cinco fatores principais para fazer as intervenções necessárias no antes, durante e depois das partidas. Por fim, fizeram o biofeedback, que mede a coerência cardíaca e o nível de estresse e ansiedade das tomadas de decisões. Com o árbitro sabendo como é a sua respiração, ele terá esse poder de cuidar melhor dela para ter foco e tomadas de decisões mais efetivos – destacou.

Fonte: CBF

Anúncios
Categorias:Notícia Tags:, , ,

Árbitros CBF entram em campo para testar uso do vídeo

O curso promovido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para capacitar árbitros e assistentes ao uso do vídeo para auxiliar nas decisões de campo teve uma inversão de papéis nesta segunda-feira (2). Os times de arbitragem foram a campo planejar e executar jogadas, para que os instrutores e supervisores do curso avaliassem os lances na sala dos monitores.

De acordo com a CBF, o objetivo da atividade foi “que cada um ambientasse com as diferentes funções”. O treino aconteceu em Águas de Lindoia, em São Paulo.

“Os instrutores ocuparam o lugar do árbitro de vídeo em determinado período do treino para que a gente tivesse a perfeita noção de como as coisas se passavam”, disse o instrutor Manoel Serapião, que atuou por 20 minutos como árbitro de vídeo, ao site da CBF. “A questão da ansiedade, do apoio tecnológico… Porque a gente passa para a pele deles. Quando passamos pela dificuldade, compreendemos a dificuldade do outro”.

A CBF tomou a decisão de acelerar a implantação do árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro após o jogo entre Corinthians e Vasco, em em 17 de setembro, quando o centroavante Jô fez com o braço o gol da vitória do time paulista. Até o momento, nenhuma partida da competição fez uso da tecnologia.

Fonte: UOL Esporte

Categorias:Notícia Tags:, , ,

Como os bandeirinhas: CBF quer árbitro de vídeo especialista na função

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) quer formar árbitros de vídeo (AV) especializados na função. A ideia é que se tenha profissionais que só façam, ou tenham prioridade, no acompanhamento de lances fora de campo para ajudar o árbitro de campo. Algo como ocorre com os assistentes, popularmente conhecidos como bandeirinhas, que são especialistas em atuar nas laterais do campo.

“Tem alguns [árbitros] que terão mais facilidade do que outros com o vídeo, por isso vão atuar mais. Vamos avaliar a performance dos treinamentos. Alguns árbitros correspondem melhor do que outros, têm mais agilidade, tudo isso será analisado para a escolha daquele que ficará na sala com os monitores”, disse o chefe da comissão de arbitragem da CBF, Marcos Marinho.

Como mostrou o blog na segunda (25), a ideia da CBF é que os árbitros mais bem ranqueados, ou seja, aqueles considerados os melhores pela confederação, continuem atuando dentro de campo. Estes só apareceriam como árbitro de vídeo caso percam no sorteio para apitar alguma partida – nesta lista estão Anderson Daronco, Sandro Meira Ricci e Luiz Flavio de Oliveira.

O sorteio, por sinal, não será feito para designar o árbitro de vídeo. “Pela legislação só é necessária para o árbitro principal. Os árbitros de vídeos serão designados pela comissão de arbitragem”, explicou Marinho.

Até o dia 11 de outubro, 64 árbitros e assistentes estão participando de treinamento em Águas de Lindoia, no interior de São Paulo. Dali sairão os mais bem avaliados, que num primeiro momento serão os preferidos para atuar como AV.

Há uma preocupação da comissão de arbitragem de evitar que haja exposição desses profissionais caso ocorram falhas – testes feitos pela Fifa em torneios como a Copa das Confederações e o Mundial de Clubes tiveram problemas como a demora de uma conclusão sobre a jogada verificada, e até da não verificação de infrações cometidas no lance.

Ainda não há uma data para início do uso do AV na Série A do Brasileiro – uma estimativa é na rodada do fim de semana de 14 e 15 de outubro. É preciso que chequem equipamentos que serão usados – as imagens serão geradas pela TV Globo, que detém os direitos de transmissão do campeonato.

Fonte: Blog do Marcel Rizzo

Categorias:Notícia Tags:, , ,

CBF quer árbitro de vídeo já na próxima rodada do Brasileirão

Decisão foi tomada pelo presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, após reclamações do Vasco por causa do gol de mão anotado por Jô.

O Campeonato Brasileiro terá árbitro de vídeo na próxima rodada, declarou o chefe da Comissão Nacional de Arbitragem, coronel Marcos Marinho. A decisão foi tomada pelo presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, depois do gol de mão anotado pelo corintiano Jô na vitória por 1 a 0 sobre o Vasco.

– A decisão foi comunicada pelo presidente a nós, e vamos implementar na rodada do final de semana – disse Marinho.

A CBF até agora se recusava a implantar o árbitro de vídeo em suas competições por causa do alto custo da operação. A situação mudou totalmente nesta semana.

– Não importa quanto custar. Vamos implementar – disse Marinho.

Uma reunião será realizada nesta terça-feira na sede da CBF para definir detalhes da implantação – e se o árbitro de vídeo será usado também em outras competições da CBF, como a Copa do Brasil.

Nesta segunda-feira, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, participou de uma reunião com a cúpula da CBF, na qual ouviu a promessa da implantação do árbitro de vídeo. Informação agora confirmada por Marcos Marinho.

O Regulamento Geral de Competições da CBF prevê o uso de árbitro de vídeo, mas não há obrigatoriedade do uso em todas as rodadas ou todas as partidas do mesmo torneio.

Fonte: Globo Esporte

Categorias:Notícia Tags:, , , ,

Árbitros de elite são aprovados em testes físicos

Na manhã da última segunda-feira (04), 40 árbitros e árbitros-assistentes de elite, homens e mulheres, foram submetidos a série de testes físicos que os habilita a continuar atuando em partidas de competições internacionais e da CBF. A atividade foi realizada na cidade de Jundiaí e faz parte da programação do 14º Curso RAP-FIFA para Árbitros de Elite, evento organizado pela Escola Nacional de Arbitragem (ENAF) que acontece até o próximo dia 8 (sexta-feira), em Águas de Lindoia, no interior de São Paulo.

O RAP (Abreviação da expressão em inglês Referees Assistance Programme ou Programa de Assistência para Árbitros), reunirá todo o quadro de árbitros FIFA nacional. Nos testes da manhã de segunda-feira, apenas dois árbitros foram reprovados, 5% dos participantes. O grupo passou por atividades que avaliaram a velocidade e a resistência dos participantes, e dão um panorama do condicionamento físico atual dos donos do apito.

Pela parte da noite, já em Águas de Lindoia, os árbitros e árbitros assistentes deram início à programação do Curso RAP. Durante quatro dias, eles terão aulas práticas e teóricas com instrutores internacionais e nacionais, sob a supervisão de Jorge Larrionda, instrutor técnico da FIFA e membro da Comissão de Árbitros da Conmebol.

Confira abaixo a lista de participantes do 14º Curso RAP-FIFA

Anderson Daronco – RS
Alessandro Álvaro Rocha de Matos – BA
Dewson Fernando Freitas da Silva – PA
Bruno Boschilia – PR
Luiz Flávio de Oliveira – GO
Bruno Raphael Pires – GO
Raphael Claus – SP
Danilo Ricardo Simon Manis – SP
Ricardo Marques Ribeiro – SP
Fabricio Vilarinho da Silva – GO
Rodolpho Toski Marques – PR
Guilherme Dias Camilo – MG
Wagner Magalhães – RJ
Kleber Lúcio Gil – SC
Wilton Pereira Sampaio – MG
Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa – RJ

Cláudio Francisco Lima e Silva – SE
Clóvis Amaral da Silva – PE
Eduardo Tomaz de Aquino Valadão – PA
Elicarlos Franco de Oliveira – BA
Flavio Rodrigues de Souza – PR
Luiz Claudio Regazone – RJ
Rafael Traci – SP
Miguel Cataneo Ribeiro da Costa – SP
Rodrigo Batista Raposo – SP

Rafael da Silva Alves – RS
Vinicius Gonçalves Dias Araújo – SP
Rogerio Pablos Zanardo – SP
Victor Hugo Imazu dos Santos -PR

Deborah Cecília Cruz Correia -PR
Márcia Bezerra Lopes Caetano – RO
Edina Alves Batista -DF
Neuza Inês Back – SC
Regildenia de Holanda Moura – SP
Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo – SP
Rejane Caetano da Silva – GO
Katiuscia da Mota Lima – SP
Daiane Caroline Muniz do Santos – MS
Thayslane de Melo Costa – SE
Leila Naiara Moreira da Cruz – DF

Fonte: CBF

Categorias:Notícia Tags:, , ,

Trio brasileiro se prepara para Mundial Sub-17

Em preparação para a Copa do Mundo de Futebol Masculino Sub-17, que será realizada na Índia, em outubro deste ano, o árbitro Sandro Meira Ricci e os auxiliares Emerson de Carvalho e Marcelo Van Gasse participaram de treinos específicos panejados pela Comissão de Arbitragem da CBF, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). Na última semana, o trio esteve na casa da Seleção Brasileira para apitar jogos da equipe sub-15 da Canarinho. O objetivo foi pegar ritmo das partidas de categoria de base.

– Apitamos muito jogo profissional. Então, exatamente por isso, estamos aqui para nos adaptar o mais rápido possível a esse ambiente de jovens. Mas a maioria deles já joga ou treina com profissionais, então, apesar de terem 17 anos, são jovens que possuem experiências. A gente espera realizar o nosso trabalho da melhor maneira possível na competição, representando a arbitragem brasileira, e podendo confirmar nosso nome para a Copa de 2018 – afirmou Sandro Meira Ricci.

O Mundial Sub-17 completa o ciclo mundial de competições FIFA para o trio de arbitragem brasileira. Eles atuaram no Mundial Sub-20 da Turquia, no Mundial de Clubes do Marrocos, na Copa do Mundo de 2014 no Brasil e nos Jogos Olímpicos Rio 2016. O único que já atuou na competição sub-17 foi o assistente Marcelo Van Gasse, que compartilhou conhecimento com os colegas.

– Participei do Mundial Sub-17 dos Emirados Árabes, e o que passei de informação para o nosso trio aqui foi principalmente sobre a velocidade de jogo e os conflitos, porque são garotos, meninos, e temos que antecipar essas situações de confrontos. A questão da parte física também é muito importante, porque a velocidade do jogo é muito diferente do profissional – destacou Van Gasse.

A importância da questão física também foi destacada pelo assistente Emerson de Carvalho, que, ao lado de seus companheiros, passou por exames fisiológicos com Guilherme Passo, fisiologista da CBF.

– Isso vai nos deixar preparados em relação à velocidade principalmente, porque o jogo dos garotos é jogo mais imprevisível. Então é bom para trabalhar nossos reflexos para trabalhar com eles – concluiu.

Fonte: CBF

CBF contesta acusão de interferência externa na arbitragem em jogo da Copa do Brasil

Para Marcos Marinho, quarto árbitro tinha condições de observar o lance, e Leandro Vuaden acertou ao voltar atrás em marcação de pênalti.

O presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Coronel Marcos Marinho, negou que o grupo de arbitragem do jogo Santos x Flamengo, na última quarta, tenha sofrido interferência externa na anulação do pênalti de Réver em Bruno Henrique, quando a partida estava empatada em 1 a 1, no primeiro tempo. O Peixe venceu por 4 a 2, mas foi eliminado no critério gols como visitante, já que o Fla havia vencido o primeiro jogo por 2 a 0.

No lance, o árbirtro Leandro Vuaden assinala penalidade, mas volta atrás e marca escanteio após ser chamado pelo quatro árbitro, Flávio Rodrigues de Souza. Entre uma decisão e outra, o tempo foi de um minuto e onze segundos.

Marinho nega que Souza tenha recebido algum tipo de contato, via escuta, de alguém que estivesse acompanhando a transmissão do jogo pela televisão.

– Não teve nenhuma informação externa, foi pela visão do quarto árbitro, que é muito experiente. Está fora de cogitação (a interferência). O ângulo do Flávio era favorável. Não houve nem tempo para uma interferência – afirmou Marinho, que disse ter conversado com Vuaden e Souza depois da partida.

Para o Coronel Marinho, a atitude de Vuaden de voltar atrás na marcação do pênalti, atentendo à recomendação de Flávio Rodrigues, foi correta:

– Eles acertaram. Ainda bem.

O lance gerou reclamação dos santistas, que venceram por 4 a 2 e ficaram a um gol de se classificarem para as semifinais da Copa do Brasil.

Na saída de campo, o zagueiro David Braz chegou a dizer que faltou a Vuaden “vestir a camisa do Flamengo”.

Na súmula de Santos x Flamengo, árbitro Leandro Vuaden relatou não ter havido “nada de anormal” no jogo.

Fonte: Globo Esporte

%d blogueiros gostam disto: