Arquivo

Posts Tagged ‘ENAF’

CBF avalia testes físicos e teóricos da arbitragem

A tarde desta quarta-feira (26) foi dedicada ao estudo de números, gráficos e informações produzidos pelo Centro de Pesquisa e Análise de Desempenho (CPAD) da Comissão de Arbitragem da CBF.

Com o apoio da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol (ENAF), foram expostos e debatidos os resultados das avaliações física e teóricas desenvolvidas com árbitros, assistentes e analistas.

A reunião foi liderada pelo presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Marcos Marinho, e contou com a participação de toda a equipe responsável pelas diretrizes do trabalho de instrução, treinamento e análise da performance da arbitragem no Brasil.

Fonte: CBF

Categorias:Notícia Tags:,

Comitê Independente da CBF realiza avaliações dos árbitros

14/11/2016 1 comentário

cbf-comite

O Comitê Independente de Arbitragem, que foi criado para avaliar o desempenho de cada um dos árbitros que atuam no Brasileirão, vem apresentando as avaliações a cada rodada. Como havia sido anunciado em Agosto, o trabalho começou na 20ª rodada do campeonato, primeira do returno da competição.

O ranking por rodada é elaborado de acordo com as notas atribuídas pela Comissão Independente, que leva em consideração a própria observação dos jogos, os relatórios do analista de campo e do analista de vídeo.

 

Grupo comandado pelo português Vitor Pereira (foto), que apitou duas Copas do Mundo e foi chefe da Comissão de Arbitragem da Federação Portuguesa por mais de dez anos. Além dele, outros dois ex-árbitros farão parte desta equipe: José Roberto Wright e Cláudio Vinícius Cerdeira.

Aproveitando o trabalho de análise de desempenho dos árbitros que já é executado a cada jogo por analistas contratados, os membros da comissão poderão referendar ou reformar as observações do responsável pela partida. Baseado neste desempenho, eles conjuntamente darão notas aos trios de arbitragem. Esses números vão compor um ranking da Comissão Nacional de Arbitragem no campeonato.

Também caberá a esta comissão definir sanções aos árbitros que cometerem erros nas partidas e estabelecer um programa de reciclagem junto à Escola Nacional de Árbitros de Futebol (ENAF) para que estes juízes aperfeiçoem seus conhecimentos.

Além da análise individual, será responsabilidade desta comissão uma avaliação global da arbitragem, constatando falhas que ocorrem com maior incidência e estabelecendo medidas de correção para as situações comuns. Este aperfeiçoamento poderá ser feito por intermédio de cursos, provas teóricas, análise de vídeos, entre outros.

Confira aqui as avalições até a rodada 32.

Representantes da arbitragem da CBF acompanham testes do vídeo replay nos Estados Unidos

O Refnews publicou dias atrás sobre os testes dos vídeo replay que a Fifa e a IFAB realizaram nos Estados Unidos, na Red Bull Arena em Nova Iorque, para o experimento do VAR, sigla para árbitro assistente de vídeo.

Representantes da CBF estiveram presentes na ocasião para conferir de perto a realização dos experimentos com o novo sistema. O presidente da Comissão de Arbitragem, Sérgio Correa, e o instrutor técnico da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol (ENAF), Manoel Serapião estiveram in loco. O Brasil foi um dos pioneiros na solicitação à Fifa do uso deste tipo de tecnologia no futebol e está participando do programa experimental introduzido nas regras do jogo na última alteração que entrou em vigor em Junho deste ano.

CoEb0jvWcAA0Ll0

CoEb8TnWYAEhLDN

CoEc6XnXgAEzV75

CoEcfwEXEAAvEdd

CBF muda o comando da arbitragem nacional e Ana Paula vira dirigente

ana-paulaO presidente da CBF, José Maria Marin, promoveu uma dança das cadeiras no comando da arbitragem brasileira. A presidência da Comissão voltou a ser de Sérgio Corrêa. O então detentor do cargo, Antônio Pereira da Silva, passou a ser diretor-presidente da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol.

Com ele, assume Ana Paula Oliveira, ex-auxiliar, com o cargo de diretora-secretária da ENAF. Além de sair do comando da Comissão, Antônio Pereira da Silva virou secretário do órgão.

Será a segunda vez que Sérgio Corrêa dirigirá a arbitragem nacional. A passagem anterior dele foi encerrada em 2012, que então deu lugar a Aristeu Tavares e assumiu o então recém-criado departamento de arbitragem.

Em relação à Ana Paula, a ex-auxiliar será responsável por organizar a reciclagem dos apitadores de cada federação.

– Estou muito lisonjeada. Não esperava este convite dos presidentes Marin e do Marco Polo. Farei o melhor que posso. Eu farei a ponte entre a ENAF e cada federação. Estarei à disposição das federações para o que elas precisarem neste processo – disse ela ao site da CBF.

Fonte: Lancenet

%d blogueiros gostam disto: