Arquivo

Posts Tagged ‘Jean Pierre’

Gre-Nal teve confusão logo no cara ou coroa

O Gren-Nal de número 413 da história ficou marcado por um fato inédito: discussão entre jogadores no cara ou coroa. No programa “Redação SporTV” desta segunda-feira, o jornalista Diogo Olivier, convidado do programa participando direto de Porto Alegre, revelou a frase que deu início à confusão antes de a bola rolar, envolvendo Maicon, D’Alessandro e o árbitro Jean Pierre Lima:

– Mais Gre-Nal do que nunca. Discussão antes de o jogo começar, na moedinha, não tinha visto ainda. (…) Foi curiosa a entrevista do Maicon, que disse que não teve discussão, que estava tudo certo. Não é o que a imagem está dizendo. O que a gente conseguiu apurar aqui é que ali na hora o Jean Pierre estava dizendo assim: “Olha, não vai ter falta, não quero saber de rodinha”. Aí o Maicon teria feito uma brincadeira dizendo: “Bom, então o D’Alessandro não poderá apitar o jogo”. E aí ele se irritou e teria começado a discussão – explicou, causando risadas na mesa.

O apresentador Marcelo Barreto lembrou que o juiz poderia ter punido os dois com cartão amarelo, mas concordou em ter ficado só na advertência verbal, e brincou:

– O Jean Pierre teve quase que colocar o Vin Diesel (ator americano de filmes de ação) em campo para separar os dois.

Anúncios
Categorias:Notícia Tags:, ,

Os melhores árbitros dos estaduais de 2015

08/05/2015 1 comentário

Neste fim de semana se inicia mais uma temporada dos campeonatos nacionais da CBF, fechando o ciclo das competições estaduais em quase todo país.

Como de praxe, todo fim de campeonato tem seus destaques, e são eleitos melhores na arbitragem. O Refnews destaca alguns dos melhores árbitros e assistente dos estaduais do Brasil.

São Paulo

O Santos sagrou-se o campeão estadual de 2015 em São Paulo após vencer o Palmeiras na final. O trio de arbitragem de último jogo foi eleito o melhor da competição e embolsou o prêmio de R$ 200 mil, sendo 100 mil ao árbitro e 50 mil a cada assistente. Foram premiados também o segundo e terceiro melhores trios de arbitragem. São eles:

Melhor Árbitro: Árbitro Guilherme Ceretta de Lima.
Melhores Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Alex Ang Ribeiro.

Segundo colocado: Thiago Duarte Peixoto como árbitro e os assistentes Anderson José de Moraes Coelho e Carlos Augusto Nogueira Junior.
Terceiro colocado: Vinicius Gonçalves Dias de Araújo como árbitro e os assistentes Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Tatiana Sacilotti dos Santos Camargo.

premio-2015-fpf-2

Melhor trio paulista: Emerson, Cel. Marinho (presidente CEAF/SP), Ceretta e Alex Ang.

Arbitragem das finais:

Palmeiras 1 x 0 Santos – Árbitro: Vinicius Furlan; Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior e Anderson José de Moraes Coelho; Quarto Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima.
Santos 2 x 1 Palmeiras – Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima; Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Alex Ang Ribeiro; Quarto Árbitro: Thiago Duarte Peixoto.

Rio de Janeiro

No Carioca o Vasco foi o grande vencedor do torneio em partida disputada contra o Botafogo. Nenhum dos árbitros dos jogos finais, porém, foi eleito como o melhor da competição. Sobrou para outro nome, mais experiente e com escudo internacional da FIFA.

Melhor Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez.

Arbitragem das finais:

Vasco 1 x 0 Botafogo – Árbitro: Luis Antônio Silva dos Santos, o Índio; Assistentes: Wagner de Almeida Santos e Silbert Faria Sisquim.
Botafogo 1 x 2 Vasco- Árbitro: Wagner Magalhães como árbitro; Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Dibert Pedrosa Moisés.

Minas Gerais

Por pouco a Caldense não se sagrou campeã estadual pela primeira vez. Precisava apenas de um empate mas o Atlético venceu o jogo e colocou a mão na taça.

Melhor Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira.

Arbitragem das finais:

Altético 0 x 0 Caldense – Árbitro: Cleisson Veloso Pereira; Assistentes; Guilherme Dias Camilo e Márcio Eustáquio Souza Santiago.
Caldense 1 x 2 Atlético – Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira; Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Janette Arcanjo; Quarto Árbitro: Igor Benevenuto.

Rio Grande do Sul

Em mais uma final com o clássico Gre-Nal, o gaúcho terminou com o Internacional como campeão.

Melhor Árbitro: Anderson Daronco.
Melhor Assistente: Marcelo Bertanha Barison.

Segundo colocado: Leandro Pedro Vuaden como árbitro e o assistente Rafael da Silva Alves.
Terceiro colocado: Jean Pierre Lima como árbitro e o assistente José Javel Silveira.

Arbitragem das finais:

Grêmio 0 x 0 Internacional – Árbitro: Anderson Daronco; Assistentes; José Javel Silveira e Julio César Rodrigues dos Santos. Quarto Árbitro: Daniel Soder.
Internacional 2 x 1 Grêmio  – Árbitro: Leandro Pedro Vuaden; Assistentes: Rafael da Silva Alves e Marcelo Bertanha Barison; Quarto Árbitro: Roger Goulart.

Bahia

Com uma goleada histórica de 6 a 0 sobre o Vitória da Conquista, o Bahia foi o grande campeão de 2015. O melhor árbitro da competição, no entanto, comandou a primeira partida da final.

Melhor Árbitro: Lúcio José Silva de Araújo.
Melhores Assistentes: José Raimundo Dias da Hora e Jucimar dos Santos Dias.

melhores-baiano-2015

Arbitragem das finais:

Vitória da Conquista 3 x 0 Bahia – Árbitro: Lúcio José Silva de Araújo; Assistentes: José Raimundo Dias da Hora e Jucimar dos Santos Dias; Quarto Árbitro: Eziquiel Sousa Costa.
Bahia 6 x 0 Vitória da Conquista – Árbitro: Jailson Macêdo Freitas; Assistentes: José Raimundo Dias da Hora e Jucimar dos Santos Dias; Quarto Árbitro: Gleidson Santos Oliveira.

Santa Catarina

Um campeonato ainda sem campeão definido, embora o Joinville tenha vencido segundo o regulamento. O catarinense ainda está em aberto, pois a decisão vai acontecer no Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD-SC).

Melhor Árbitro: Sandro Meira Ricci.
Melhores Assistentes: Nadine Câmara Bastos e Kléber Lúcio Gil.

Arbitragem das finais:

Figueirense 0 x 0 Joinville – Árbitro: Celso Amorin; Assistentes: Neuza Inês Back e Eli Alves.
Joinville 0 x 0 Figueirense – Árbitro: Sandro Meira Ricci; Assistentes: Nadine Schramm Camara Bastos e Helton Nunes.

melhores-sc-2015

Pernambuco

O Santa Cruz não decepcionou e venceu a compeonato em cima do Salgueiro. O trio da primeira final foi eleito o melhor da competição.

Melhor Árbitro: Marcelo de Lima Henrique.
Melhores Assistentes: Clóvis Amaral da Silva e Fernanda Colombo Uliana.

Arbitragem das finais:

Salgueiro 0 x 0 Santa Cruz – Árbitro: Marcelo de Lima Henrique; Assistentes: Clovis Amaral da Silva e Fernanda Colombo Uliana; Quarto Árbitro: Ana Karina Marques Valentim.
Santa Cruz 1 x 0 Salgueiro – Árbitro: Emerson Luiz Sobral; Assistentes: Albino de Andrade Albert Junior; Quarto Árbitro: Gleydson Ferreira Leite.

Paraná

Destaque para o campeão paranaense deste ano ao time do Operário que bateu o Coritiba nas duas partidas da final.

Arbitragem das finais:

Operário 2 x 0 Coritiba – Árbitro: Rafael Traci; Assistentes: Moises Aparecido de Souza e Luciano Roggebaun.
Coritiba 0 x 3 Operário – Árbitro: Adriano Milczvski; Assistentes: Bruno Boschilia e Pedro Martinelli Christino.

Goiás

No goiano deste ano o Goiás mais uma vez sagrou-se campeão, agora em cima do Aparecidense, que fez sua primeira final.

Melhor Árbitro: Wilton Pereira  Sampaio.
Melhor assistente: Fabrício Vilarinho.

Arbitragem das finais:

Aparecidense 0 x 2 Goiás – Árbitro: Wilton Pereira Sampaio; Assistentes: Márcio Soares e Bruno Pires.
Goiás 1 x 1 Aparecidense – Árbitro: Elmo Resende; Assistentes: Fabrício Vilarinho e Jesmar Miranda.

Mato Grosso do Sul

Pelo estadual Sul Matrogrossense o Comercial levantou a taça após enfrentar o Ivinhema. O árbitro da primeira final foi eleito o melhor do ano.

Melhor Árbitro: Erlanderson Martinez Rodrigues.
Melhor Assistente: Eduardo Gonçalves da Cruz.

Arbitragem das finais:

Comercial 0 x 0 Ivinhema – Árbitro: Erlanderson Martinez Rodrigues; Assistentes: Vanessa Abreu de Amaral e Leandro dos Santos Ruberdo.
Ivinhema 2 x 3 Comercial – Árbitro: Paulo Henrique Vollkopf; Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz e Daiane Caroline Muniz dos Santos.

melhores-mt-2015

Agressores de árbitros são presos pela Polícia Federal

Corintianos que agrediram juízes são presos pela Polícia Federal.

A Polícia Federal anunciou a detenção e a liberação de quatro torcedores corintianos que agrediram o trio de arbitragem que trabalhou na derrota do Corinthians para o América-MG, por 2 a 1, neste domingo, em Uberlândia (MG), pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O árbitro gaúcho Jean Pierre Gonçalves Lima e os auxiliares Altemir Hausmann (FIFA) e Julio Cesar Rodrigues Santos, também do Rio Grande do Sul, foram alvos de chutes e socos ao desembarcarem no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, onde fariam conexão.

Segundo a assessoria da Polícia Federal, eles foram ouvidos e liberados em seguida, mas terão que responder por “lesão corporal leve”. Se condenados, deverão ter que cumprir “pena alternativa”.

A partida contou com alguns lances polêmicos, como ambos os pênaltis marcados por Lima no estádio Parque do Sabiá. Tanto corintianos quanto americanos reclamaram das faltas que teriam sido dentro da área assinaladas pelo juiz.

Trio de arbitragem gaúcho é agredido em aeroporto em São Paulo

07/11/2011 1 comentário

Jean Pierre Gonçalves Lima e seus auxiliares, Altemir Hausmann e Julio Cesar Rodrigues Santos, receberam pontapés no aeroporto de Congonhas

O trio de arbitragem do jogo América-MG x Corinthians foi agredido nesta segunda-feira ao desembarcar no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Após a polêmica atuação na partida em Uberlândia, o árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima e seus auxiliares, Altemir Hausmann e Julio Cesar Rodrigues Santos, todos do Rio Grande do Sul, foram cercados por quatro torcedores, dois deles com o uniforme de uma torcida organizada do Corinthians.

A informação foi confirmada pelo auxiliar Altemir Hausmann, que está passando por exame de lesão corporal no Instituto Médico Legal (IML) junto com seus companheiros.

– Recebemos alguns pontapés, mas não foi nada grave. Estamos agora no IML fazendo alguns exames e por isso não posso falar muito. Mas dois deles estavam com o uniforme de uma torcida do Corinthians e precisamos ser socorridos pela Polícia Federal e pelos seguranças do aeroporto.

A torcida do Corinthians reclama do pênalti assinalado por Jean Pierre, que resultou no primeiro gol do América-MG (veja o lance no vídeo acima).

Em seu site oficial, o Corinthians publicou uma nota de repúdio ao ocorrido nesta manhã. Veja a íntegra do comunicado:

Em relação aos fatos ocorridos na manhã desta segunda-feira (07), o Sport Club Corinthians Paulista repudia toda e qualquer forma de violência. Este não é o caminho para decisão do ponto de vista esportivo ou de qualquer natureza.

Quando um atleta do maior rival do Corinthians foi agredido por torcedores do próprio clube, o Corinthians além de repudiar o ocorrido foi a público através de seu presidente, Andrés Sanchez, para deixar claro que apoiava a decisão de paralisação do Campeonato e comunicou sua posição ao presidente do Sindicato de Atletas do Estado de São Paulo, Rinaldo Martorelli.

O futebol tem as instituições necessárias para que as posições do clube possa ser comunicada evitando qualquer ato de violência.

Fonte: Globo.com

%d blogueiros gostam disto: