Arquivo

Posts Tagged ‘Lambert’

Lorraine Watson se torna a primeira árbitra na liga escocesa masculina

No último final de semana a alemã Bibiana Steinhaus (38) se tornou a primeira mulher a atuar como árbitra principal em uma competição de alto nível da Europa na partida entre Herta Berlim e Werder Bremen. Uma grande conquista das mulheres no Velho Continente e no mundo.

Seguindo essa nova era onde as mulheres estão mostrando suas competências e ganhado mais espaço, mesmo em lugares que antes eram quase que confinados aos homens, uma nova oportunidade foi dada na Escócia. Lorraine Watson, de 32 anos, comandou a vitória de 1 a 0 do Edimburgo City sobre o Berwick Rangers, no Ainslie Park, válida pela Segunda Liga Escocesa (League Two), o que equivale à quarta divisão do país. Foi a primeira mulher a apitar uma partida deste nível no país. Ela espera que sua estreia ajude outras mulheres a conquistar eu espaço.

– Os objetivos agora são maiores que antes. Quanto mais acontecer, mais natural se tornará. E isso pode virar exemplo para os jovens que estão chegando e querem alcançar níveis mais altos – disse Watson.

A estreante havia sido escalada como quarta-árbitra em 4 partidas da Euro Feminina 2017 em julho.

Watson disse que os jogadores a respeitaram como qualquer outro árbitro que tivesse apitando a partida e não houve problemas.

– Me trataram normalmente, como qualquer outro árbitro. Reclamaram comigo como fariam com qualquer outro árbitro homem.

– Tudo se trata das decisões feitas em campo. Não importa seu gênero, se a torcida ou os times não ficarem satisfeitos com as decisões, eles vão pegar no seu pé. Infelizmente, se você é uma mulher, eles geralmente vão levar isso em conta e usarão isso como argumento. Se acertar ninguém vai nem te notar.

Não foi do dia pra noite

Há quatro anos atrás Watson havia bandeirado uma partida do Rangers no estádio Ibrox, apitou no Campeonato Sub-19 Europeu Feminino e na Liga Feminina local, o que a levou à categoria de árbitros em desenvolvimento para a categoria 1 do seu país.

– Todos os árbitros iniciam na categoria 7, são observados em seus jogos e progridem na carreira. Agora estou na categoria de desenvolvimento. Já atuo há 15 anos na arbitragem, então não foi do dia pra noite, foi um longo aprendizado. Espero ter mais jogos na Segunda Liga ainda este ano, ser avaliada e quem sabe chegar na categoria 1. Isso pode me abrir as portas para a primeira divisão.

Brasil teve uma mulher na Primeira Divisão há 14 anos

Embora a Europa seja o grande berço cultural do planeta e mostre um avanço social em geral maior que outras regiões, foi no Brasil que uma mulher atingiu o topo da carreira na arbitragem há muitos anos atrás.

Silvia Regina de Oliveira, ex-árbitra FIFA, chegou na primeira divisão do Campeonato Brasileiro em 2003, estreando com um trio feminino na partida entre Guarani e São Paulo, assistida por Ana Paula de Oliveira e Aline Lambert. Dia histórico. Apitou importantes partidas e permaneceu neste nível até 2005, incluindo um clássico entre São Paulo e Corintians com o estádio do Morumbi lotado. Um feito nunca mais alcançado por outra mulher no país. Silvia ainda participou de uma Olímpiada e hoje atua como instrutura de arbitragem da FIFA e faz parte do Departamento de Árbitros da Federação Paulista de Futebol.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: