Arquivo

Posts Tagged ‘Mundial de Clubes’

Árbitros de vídeo serão testados no Mundial de Clubes da FIFA 2016

fifa-var-japan-2016

Um passo importante na história do futebol será dado no Mundial de Clubes da FIFA 2016 no Japão (realizado de 8 a 18 de Dezembro em Yokohama e Osaka), onde será utilizado o VAR (Video Assistant Referee), ou Árbitro Assistente de Vídeo, que terá auxílio da tecnologia de vídeo para interferir em decisões importantes que podem influenciar no resultado e legitimidade da partida. É a primeira vez que esta tecnologia será usada em uma competição oficial da FIFA.

– “Isso representa um grande passo nos testes da tecnologia”, disse Marco van Basten, diretor de desenvolvimento técnico da FIFA (Chief Officer Technical Development).

– “Estamos bem confiantes após toda a preparação com a ajuda do IFAB, a emissora Dentsu/NTV e da empresa Hawk-Eye – uma das empresas que fornece a tecnologia para o VAR. Ao mesmo tempo, é importante lembrar que estamos entrando em um território desconhecido, haja vista que vamos usar a tecnologia pela primeira vez (em competição oficial da FIFA). Em último caso, os testes serão muito valiosos para determinar se o processo está bom ou se precisará de algum ajuste fino”.

Este teste envolve a presença de um árbitro assistente de vídeo (VAR) que terá acesso a todas as imagens transmitidas de dentro de uma sala de operações, possibilitando que o árbitro da partida receba informação em campo para corrigir um erro claro em certas situações. Isto inclui incidentes importantes como gols marcados, decisões de pênalti, cartão vermelho direto e identificação de jogadores. O VAR terá um importante papel de apoio assim como os assistentes de linha e o quarto árbitro, mas o árbitro central continuará a ter a primeira decisão e a decisão final no jogo.

– “O sistema VAR foi desenvolvido da mesma maneira que a tecnologia da linha do gol, para prover informação adicional para o árbitro”, comentou o chefe da arbitragem da FIFA, Massimo Busacca.

– “Queremos que o fluxo normal do jogo seja mantido e, como sempre foi, a decisão seja sempre do árbitro principal. É a nossa filosofia e estes princípios e a aplicação prática da tecnologia foram explicados e demonstrados para nossos árbitros como parte do programa de treinamento”.

Como de costume, os árbitros e VARs selecionados para o Mundial de Clubes da FIFA 2016 participaram de treinamentos teóricos e práticos intensivos organizados pelo Departamento de Arbitragem da FIFA durante a semana que antecedeu a competição. Os pontos principais deram ênfase ao entendimento do futebol, leitura do jogo, posicionamento, trabalho em equipe e as diferentes mentalidades no futebol, com o objetivo final de alcançar a consistência e uniformidade das decisões. Os árbitros revisaram vídeos com situações reais de jogo e tiveram sessões práticas em campo com jogadores, que foram filmadas para que os participantes pudessem receber feedback imediato dos instrutores. O passo final antes do primeiro jogo incluiu uma sessão de treinamento com jogadores, algumas câmeras e o sistema VAR da Eye-Hawk no estádio de Yokohama. Isso tudo só foi possível após o sucesso nos testes na realização de amistosos internacionais de jogos da Itália.

Este vai ser um importante teste antes que outras competições adotem a tecnologia VAR a partir de 2017. O árbitro poderá ver um replay da jogada em um monitor ao lado do campo para certas decisões – é um progresso com relação ao testes parciais conduzidos em amistosos internacionais recentes na Itália nas partidas Itália x França em Bari em Setembro e Itália x Alemanha em Milão em Novembro.

Com o apoio da FIFA e do IFAB, associações nacionais de 12 países já confirmaram que participarão do experimento de 2 anos do uso do VAR (Alemanha, Austrália, Bélgica, Brasil, Catar, Estados Unidos, França, Holanda, Itália, México, Portugal, República Checa) em suas principais competições.

Para saber mais sobre o programa VAR da FIFA clique no link. Uma página com Perguntas e Respostas também está disponível.

Anúncios

Juiz da Guatemala apita a final do Mundial de Clubes da Fifa

walter_lopezA Fifa cedeu à pressão do clube argentino San Lorenzo e escolheu o juiz Walter López, da Guatemala, para apitar a final do Mundial de Clubes da federação, neste sábado (20), contra o Real Madrid. O jogo acontece no Grande Estádio de Marrakech, às 19h30 no horário local, 15h30 em Brasília.

O Comitê de Árbitros da Fifa havia escolhido o juiz português Pedro Proença para a final, mas o presidente do San Lorenzo, Matías Lammens, achou injusto nomear um árbitro da zona Europa para uma decisão que tem um clube do continente. O dirigente argentino insinuou que havia um lobby do Real Madrid a favor do português.

O Real Madrid ficou indignado com a desconfiança, de acordo com o site esportivo Marca. Com a escolha de López, o “San Lorenzo marcou o primeiro gol da final”, escreve o Marca.

López, representante da zona Concacaf (América do Norte, Central e Caribe), contará com o apoio em campo do chileno Enrique Osses. Os demais assistentes serão o também guatemalteco Gerson Otoniel López, irmão de Walter, e Leonel Leal, da Costa Rica. O quinto árbitro na final será Noumandiez Doué, da Costa do Marfim.

O guatemalteco López, de 34 anos, tem ampla experiência em competições da Concacaf. Ele já atuou em torneios importantes da Fifa, como o Mundial Sub-20 de 2011, e dirigiu este ano a partida de estreia do Mundial de Clubes, em que o Auckland City, da Nova Zelândia, venceu nos pênaltis (4-3, após empate de 0-0) o anfitrião Moghreb Tetuán.

O juiz português Pedro Proença vai apitar a disputa pelo terceiro lugar no torneio, entre o Auckland e o Cruz Azul, do México.

Todos os ingressos para as duas partidas foram vendidos. Grande Estádio de Marrakech tem capacidade para 38 mil torcedores.

Time do papa espera milagre contra Real Madrid

O San Lorenzo, clube do papa Francisco, vai entrar em campo amanhã, em Marrakesh, com a mesma equipe que disputou a semifinal. O meia Néstor Ortigoza era dúvida, por causa de uma inflamação no tendão, mas o técnico Edgardo Bauza confirmou que o jogador vai entrar no primeiro tempo. Ortigoza participou do treino realizado na manhã desta sexta-feira.

Na entrevista coletiva depois do treino, o técnico disse que Ortigoza sente dores, mas vai para o sacrifício. “Se ele não conseguir jogar até o fim da partida, será substituído por Quigñón”, comentou Bauza.

O Real Madrid não comentou a polêmica em torno da escolha do árbitro, preferindo ficar concentrado no jogo. A equipe espanhola chega à final como grande favorita ao título, depois de golear o mexicano Cruz Azul por 4-0. Cristiano Ronaldo está em plena forma. Resta saber se Sergio Ramos, que sofreu um estiramento muscular na semifinal, e o colombiano James Rodríguez, lesionado no início do mês, vão aguentar os 90 minutos de jogo.

Fonte: RFI

Categorias:Notícia Tags:, ,

Wilmar Roldán será o árbitro sulamericano no Mundial de Clubes FIFA 2014

30/10/2014 1 comentário

roldan

Como de praxe, todo mês de dezembro acontece o Mundial de Clube da Fifa, que será realizado no Marrocos entre os dias 10 e 20. A entidade máxima do futebol designou apenas um trio da Confederação Sulamericana de Futebol (Conmebol), que é formado pelo grupo colombiano, capitaneado pelo árbitro Wilmar Roldan e os assistentes Eduardo Diaz e Alexandre Gusmán. Roldan anda muito bem cotado nos últimos anos, tendo atuado em duas finais de Copa Libertadores da América, na Copa do Mundo Fifa 2014 e nas Olimpíadas 2012 em Londres.

Em 2013 o trio brasileiro que atuou na Copa do Mundo Fifa 2014 foi o representante na mesma competição, inclusive atuando na partida final entre Bayer de Munique (Alemanha) x Raja Casablanca (Marrocos).

Sandro Meira Ricci será o árbitro da final do Mundial de Clubes

Curiosamente, o juiz é nascido em Minas Gerais, mesmo estado do time que vai representar o Brasil na competição, o Atlético mineiro.

sandromeiraricciA Fifa anunciou nesta terça-feira os trios de arbitragem que trabalharão no Mundial de Clubes , que acontece entre os dias 11 e 21 de dezembro, no Marrocos, com a participação do Atlético-MG, atual campeão da Copa Libertadores. Entre os seis apitadores está o brasileiro Sandro Meira Ricci, de 38 anos, que terá como assistentes os compatriotas Emerson de Carvalho e Marcelo Van Gasse.

Curiosamente, Ricci é mineiro, assim como o clube representante brasileiro no torneio, e começou a apitar pela Federação Brasiliense de Futebol (FBF). Atualmente, porém, o árbitro representa a Federação Pernambucana de Futebol (FPF).

Nascido em Poços de Caldas, ele faz parte do quadro da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) desde 2006, tendo passado a integrar o corpo de arbitragem da Fifa apenas cinco anos depois, em 2011. Eleito o melhor árbitro do Campeonato Brasileiro em 2010, Sandro Meira Ricci ainda é o brasileiro mais cotado para apitar na Copa do Mundo do ano que vem, em solo verde e amarelo.

Com a escolha de Ricci, o Brasil será o único país com clube na competição a contar com um representante na lista de árbitros. Isto porque a Alemanha, do Bayern de Munique, o México, do Monterrey, o Egito, do Al Ahly, a China, do Guangzhou Evergrande, a Nova Zelândia, do Auckland City, e o Marrocos, do Raja Casablanca, não foram escolhidos para enviar árbitros ao torneio.

Além do Brasil, os países que terão árbitros são Emirados Árabes Unidos, Gâmbia, Estados Unidos, Espanha e Camarões. Aos 42 anos de idade, o espanhol Carlos Velasco Carballo será o mais experiente do grupo. Já o camaronês Neant Alioum, com 31, será o mais jovem.

Confira os trios de arbitragem para o Mundial de Clubes :

Sandro Meira Ricci (Brasil)
Assistentes : Emerson de Carvalho (Brasil) e Marcelo Van Gasse (Brasil)

Ali Hamad Albadwawi (Emirados Árabes)
Assistentes : Saleh Al Marzouqi (Emirados Árabes) e Mohamed Al Mehairi (Emirados Árabes)

Bakary Papa Gassama (Gâmbia)
Assistentes : Angesom Ogbamariam (Eritrea) e Felicien Kabanda (Ruanda)

Mark Geiger (Estados Unidos)
Assistentes : Mark Hurd (Estados Unidos) e Joe Fletcher (Canadá)

Carlos Velasco Carballo (Espanha)
Assistentes : Roberto Fernandez (Espanha) e Juan Carlos Jimenez (Espanha)

Neant Alioum (Camarões)
Assistentes : Evarist Menkouande (Camarões) e Peter Edibi (Nigéria)

Fonte: iG

Spray será usado por árbitros no Mundial de Clubes, em dezembro

O spray foi regulamentado pela Fifa no ano de 2012 (Foto: Heine Allemagne/Arquivo pessoal).

O spray foi regulamentado pela Fifa no ano de 2012 (Foto: Heine Allemagne/Arquivo pessoal).

Os árbitros do Mundial de Clubes, que será disputado em dezembro, no Marrocos, terão um importante aliado no torneio. A International Football Association Board (Ifab) aprovou o uso do spray na competição, após receber uma avaliação positiva dos árbitros que o utilizaram no Mundial Sub-17, disputado no mês de outubro, Emirados Árabes Unidos. O spray também já havia sido testado Copa do Mundo Sub-20, em julho, na Turquia.

Criado pelo mineiro Heine Allemagne para demarcar a distância que a barreira deverá ficar da bola, o spray é produzido por uma empresa argentina e foi regulamentado pela Fifa em 2012.

O ex-árbitro e atual chefe do Departamento de Arbitragem da Fifa, Massimo Busacca, ressaltou a importância do Spray.

– Ele possui um efeito preventivo evidente, já que a distância sempre é respeitada, portanto nenhum cartão amarelo por violação dessa distância precisou ser mostrado nos dois torneios disputado até agora. Depois do Mundial de Clubes no Marrocos serão feitas mais avaliações. Analisaremos os resultados e discutiremos se o spray será utilizado nas competições da Fifa futuramente.

Fonte: Globo Esporte

Categorias:Notícia Tags:, ,

Árbitros brasileiros no Mundial de Clubes 2013

ricci_003O árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci figura entre os selecionados para o Mundial de Clubes, que será realizado no Marrocos entre 11 e 21 de dezembro, junto aos assistentes Emerson de Carvalho e Marcelo van Gasse, ambos de São Paulo.

A Fifa divulgou nesta terça-feira os trios de arbitragem que estarão presentes na competição, na qual figuram também o espanhol Carlos Velasco Carballo, o americano Mark. W. Geiger, o gambiano Bakary Papa Gassama e Ali Hamad Albadwawi, dos Emirados Árabes Unidos.

Sandro Meira Ricci, nascido em 1974, já participou neste ano do Mundial sub-20 na Turquia, no qual apitou a partida válida pelo terceiro posto entre Gana e Iraque, além de comandar algumas partidas das Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014.

O Mundial de clubes 2013 será disputado nas cidades de Marrakesh e Agadir e a relação completa dos trios de arbitragem – um por cada confederação – selecionados pela Fifa é a seguinte:.

– AFC: Ali Hamad Albadwawi (EAU /principal)

Sale Al Marzouqi (EAU/assistente) e Mohammed Al Mehairi (EAU/assistente)

– CAF: Bakary papa Gassama (GAM/principal)

Angesom Ogbamariam (ERI/assistente) e Felicien Kabanda (RÚA/assistente)

– CONCACAF: Mark W. Geiger (EUA/principal)

Mark Hurd (EUA/assistente) e Joe Fletcher (CAN/assistente)

– CONMEBOL: Sandro Meira Ricci (BRA/principal)

Emerson De Carvalho (BRA/assistente) e Marcelo Van Gasse (BRA/assistente)

– Uefa: Carlos Velasco Carballo (ESP/principal)

Roberto Alonso Fernández (ESP/assistente) e Juan Carlos Yuste Jiménez (ESP/assistente).

O trio de apoio será formado pelo camaronês Neant Alioum, como árbitro principal, junto ao compatriota Evarist Menkouande e ao nigeriano Peter Edibi como assistente.

Fonte: Jovem Pan

Trio de arbitragem do Usbequistão na final do Mundial de Clubes FIFA

A partida final do Mundial de Clubes da FIFA realizada na manhã deste domingo em Yokohama, no Japão, teve o comando do trio de arbitragem do Usbequistão. O árbitro Ravshan Irmatov, de 34 anos, faz parte do quadro da internacional desde 2003 e foi eleito o melhor árbitro do futebol asiático por três anos consecutivos (2008 a 2010). O árbitro trabalhou em um jogo deste Mundial e também atuou na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, onde apitou 5 partidas e foi considerado a revelação da competição.

Seus assistentes na partida foram os seus compatriotas Abdukhamidullo Rasuloz e Bakhadyr Kochkarov. O quarto árbitro foi o japonês Yuichi Nishimura e o quinto árbitro foi Toru Sagara, também do país local.

A escolha de Ravshan Irmatov deixou a imprensa espanhola preocupada. Na Copa da África do Sul, ele apitou o jogo entre Argentina e Grécia, ainda pela primeira fase, e não conseguiu coibir as seguidas faltas dos jogadores gregos no astro argentino Messi, que é o principal nome do time do Barcelona.

Além de Argentina x Grécia, o usbeque foi o árbitro da semifinal entre Holanda e Uruguai na Copa de 2010. Ele trabalhou ainda no Mundial de Clubes de 2008, quando também apitou a final do campeonato, na qual o Manchester United venceu a LDU por 1 a 0 e conquistou o título.

O Barcelona apresentou um primor de futebol, dando um espetáculo, e venceu o Santos pelo placar de 4 a 0, ganhando o título da competição, com direito a show de Lionel Messi com 2 gols na partida e eleito o melhor do Mundial. Irmanov deu apenas 2 cartões amarelos, dois para cada equipe.

Veja a ficha completa da partida aqui.

Categorias:Notícia Tags:, ,
%d blogueiros gostam disto: