Arquivo

Posts Tagged ‘regras’

IFAB propões mudanças radicais nas Regras para 2018

Após as grandes mudanças nas regras que o IFAB promoveu em 2016 durante a 130º Assembleia Anual – que incluiu o uso do árbitro de vídeo e alterações na filosofia da interpretação de lances que impedem uma oportunidade clara de gol – a entidade viu como positiva a recepção das novas regras e, em conjunto com a FIFA, agora quer expandir o debate sobre uma nova proposta de mudanças para as Regras do Jogo em 2018 para o desenvolvimento do futebol, em sintonia com o programa Fair Play da FIFA e dentro da estratégia 2017-2022 da entidade.

A ideia é promover uma mudança geral sobre como todos os envolvidos tratam o esporte, desde jogadores, treinadores, árbitros, gestores e torcedores, até os organizadores e entidades do futebol. É a chamada para a nova atitude do Jogo Limpo (ou Fair Play), nas palavras do IFAB, que está fundamentada no respeito às regras, aos árbitros, aos demais participantes e ao jogo em si.

Essa nova atitude está centrada em 3 pilares para desenvolver e usar as regras do jogo:

  • Criar, promover e proteger a legitimidade e integridade
  • Universalidade e inclusão, fazendo o jogo acessível a todos, independente de idade, raça, religião, cultura, gênero, orientação sexual, condição física ou mental e, principalmente, habilidade
  • Uso da tecnologia para beneficar o jogo.

A busca está em tornar o jogo mais justo, interessante e divertido por meio das regras para que tanto o jogo quando os jogadores sirvam de exemplo positivo para a sociedade e futuras gerações.

Como base na estratégia do IFAB, a proposta de mudanças tocam em 3 pontos cruciais que afetam o futebol nos diferentes níveis e em todas as partes do mundo.

  • Melhorar o comportamento dos jogadores e aumentar o respeito
  • Aumento do tempo de bola em jogo
  • Melhorar a legitimidade e o interesse do jogo

O documento oficial publicado pelo IFAB (em inglês) no website do programa (http://www.play-fair.com/) apresenta as propostas que podem ser adotadas em diferentes estágios: imediatamente, pronto para testes e para discussão.

Melhorar o comportamento dos jogadores e aumentar o respeito

O objetivo neste ponto é mudar o comportamento dos jogadores e da comissão técnica, especialmente dos treinadores, de forma positiva, fazendo aumentar o respeito ao espírito e ao texto das regras e aos árbitros das partidas. As propostas para isso incluem:

  • Aumentar a responsabilidade dos capitães das equipes (só eles falariam com o árbitro)
  • Acabar com reclamações de jogadores em cima dos árbitros (usando de punições mais severas a jogadores e ao clube)
  • Cartões amarelo e vermelho para os treinadores e comissão técnica (melhorar a comunicação das punições)
  • Cumprimento (aperto de mão) entre os árbitros e os técnicos das equipes antes das partidas
  • Cartão vermelho para jogador reserva diminui número de substituições da equipe

Aumento do tempo de bola em jogo

Em muitos casos uma partida de 90 minutos tem menos de 60 minutos de bola rolando, ou seja, muito tempo parado ou perdido. A proposta neste ponto é de melhorar esse número com as seguintes iniciativas:

  • Maior rigor controle do tempo adicional (acréscimos) ao fim de cada tempo
  • Arbitragem ser mais rigorosa com os 6 segundos que o goleiro segura a bola
  • Agilizar o processo de substituição
  • Mudar a forma de cronometrar o jogo (exemplo: tempos de 30 minutos com relógio correndo apenas com a bola em jogo)
  • Uso de relógio nos estádios em conexão com o relógio dos árbitros
  • Jogador poder sair jogando sozinho de um tiro livre, tiro de canto ou tiro de meta (permitir o segundo toque)
  • Permitir a cobrança de tiro de meta com a bola rolando
  • Restringir a cobrança do tiro de meta do mesmo lado em que a bola saiu (para evitar perda de tempo quando o jogador quer cobrar do outro lado)

Melhorar a legitimidade e o interesse do jogo

A fim de fazer o jogo mais justo e interessante de assistir, jogar, treinar e apitar, as propostas visam mudar conceitos conhecidos do jogo, como:

  • Alterar a sequência na cobrança nas decisões dos tiros penais
  • Permitir a defesa jogar a bola dentro da área nas cobranças de tiro de meta e tiro livre (dentro da área)
  • Expulsar jogador que marca gol com as mãos; Dar pênalti se o goleiro toca com a mão a bola recuada ou de um lateral seu; e árbitro conceder um gol se a defesa impedir um gol claro com a mão bem próximo à linha de meta
  • Encerrar os tempos de jogo somente quando a bola sair de jogo
  • Na cobrança de pênalti dar tiro de meta caso um gol não tenha sido marcado diretamente

As propostas são muitas, desde simples ações que não requer nenhuma mudanças nas regras, até pontos polêmicos e que mudam a dinâmica do jogo de certa forma.

O que achou?

Categorias:Notícia Tags:, ,

Alterações das Regras de Futebol 2017/18

Ofício nº 19/CA-CBF/17

Rio de Janeiro, 9 de maio de 2017

Da CA-CBF

Aos Árbitros, Assistentes, Inspetores e Analistas (campo e vídeo) da SENAF 2017.

Assunto: Alteração das Regras de Futebol 2017/18

Prezados Senhores,

A CBF, por meio de sua Comissão de Arbitragem e Diretoria de Competições, comunica a todas as federações, clubes, imprensa, público em geral e aos senhores árbitros, árbitros assistentes, analistas de desempenho de vídeo (ADV) e analistas de desempenho de campo (ADC) que, em todas as competições que coordena e que serão iniciadas a partir de 12/05/2017, já serão aplicadas as alterações introduzidas nas regras de futebol pela International Football Association Board – IFAB, em março de 2017. 

COPA DO BRASIL: A PARTIR DA SEXTA FASE

Não obstante, a CBF esclarece que esta circular conterá apenas as alterações que podem causar impacto imediato no desenvolvimento dos jogos das competições, a saber:

REGRA 3 – OS JOGADORES

As Associações Nacionais podem permitir um máximo de cinco substituições (exceto no nível superior, entende-se profissionais).

  • Redação mais clara para o procedimento de substituição;
  • Uma substituição feita no primeiro (intervalo) tempo sem informar ao árbitro não é uma infração para advertência com cartão amarelo (CA);
  • A substituição de um goleiro no primeiro tempo (intervalo) sem ser informado ao árbitro não é infração para advertência com cartão amarelo (CA);
  • O jogador que entrar no terreno de jogo sem a permissão do árbitro e interferir no jogo deve ser punido com um tiro livre direto (TLD). Se não interferir no jogo dever ser punido com um tiro livre indireto (TLI). Em ambos os casos o jogador dever ser punido com cartão amarelo (CA) – (exceto se impedir uma clara oportunidade de gol ou cometer uma falta de jogo brusco grave, casos em que a punição deve ser cartão vermelho direto (CVD). Não é necessário solicitar ao jogador que saia do campo após ser advertido com cartão amarelo (salvo em caso de sangramento ou irregularidade no equipamento);
  • A equipe que tiver marcado um gol com uma pessoa extra (jogador, jogador substituto, jogador expulso ou um oficial da equipe) no campo, este gol deverá ser anulado e a equipe será punida com um tiro livre direto (TLD), no local em que se encontrava a pessoa extra.

REGRA 4 – O EQUIPAMENTO DOS JOGADORES

  • Não é permitido aos jogadores (incluindo os substitutos, jogadores substituídos e expulsos) usar qualquer forma de equipamento eletrônico ou de comunicação (exceto onde EPTS for permitido). O uso de qualquer forma de comunicação eletrônica por oficiais de equipes não é permitido, exceto quando se relacionar diretamente com o bem-estar ou segurança do jogador;
  • Todo equipamento deve ser de marca que garante um padrão mínimo de segurança.

REGRA 5 – O ÁRBITRO

  • Um médico relacionado por uma equipe e que deve ser punido com expulsão pode permanecer para realizar tratamento em jogadores se não houver outro médico para realizar as funções.

REGRA 7 – A DURAÇÃO DA PARTIDA

  • Será permitida uma interrupção curta para bebidas ao término do primeiro tempo da prorrogação.

REGRA 8 – O INÍCIO E O REINÍCIO DO JOGO

  • Somente o jogador que efetuará o tiro de saída poderá estar na metade do campo adversário.

REGRA 10 – DETERMINAÇÃO DO RESULTADO DE UMA PARTIDA

  • As prorrogações devem ser de dois períodos iguais, no máximo de 15 minutos cada.

   10.1 – TIROS LIVRES DO PONTO PENAL

  • Correção da situação de um goleiro que não pode continuar jogando;
  • Jogador excluído das cobranças para igualar o número de jogadores das duas equipes pode substituir um goleiro que não possa continuar, ainda que sua equipe já tenha realizado todas as substituições permitidas;
  • O executor do tiro penal não pode tocar na bola pela segunda vez;
  • Se um goleiro cometer infração e o tiro penal tiver que ser repetido (não gol), esse goleiro deve ser advertido com cartão amarelo (CA);
  • Se o executor do tiro penal cometer infração, o tiro será considerado perdido;
  • Se o goleiro e o cobrador cometerem infração ao mesmo tempo:

– Se não for marcado gol, a cobrança será repetida e os dois devem ser punidos com cartão amarelos (CA);

– Se for marcado o gol, o jogador cobrador será advertido com cartão amarelo (CA) e tiro penal será considerado como “perdido”.

REGRA 11 – IMPEDIMENTO

  • O Jogador em posição de impedimento deverá ser punido se a bola rebotar ou desviar em um oficial da arbitragem;
  • Definição de defesa deliberada:

– A defesa deliberada ocorre quando um jogador joga a bola que vai em direção de sua meta ou está muito próxima dela, com qualquer parte do corpo, salvo com as mãos, a menos que seja o goleiro em sua própria área penal.

Orientação de impedimento:

  • Jogador em posição de impedimento, que impede um adversário de jogar ou tentar jogar a bola deve ser punido;
  • Se um jogador em posição de impedimento sofrer uma falta ante de cometer uma infração de impedimento (jogo ativo), a falta deverá ser marcada;
  • Um jogador que estiver em posição de impedimento, se movimentar em direção à bola com a intenção de joga-la e sofrer uma falta, antes de jogar ou tentar jogar a bola ou de disputar a bola com um adversário, a falta deve ser marcada, pois ocorreu antes da infração de impedimento (antes do envolvimento em jogo ativo);
  • Um jogador em posição de impedimento que jogar, tentar jogar ou disputar a bola com seu adversário, a infração de impedimento será marcada, pois ocorreu antes da falta (depois do envolvimento em jogo ativo).

REGRA 12 – FALTAS E INCORREÇÕES

  • As infrações verbais (gestuais) são punidas com tiro livre indireto (TLI);
  • Se uma vantagem for concedida depois de uma infração punível com CV ou segundo CA e esse jogador, em seguida cometer outra falta, deve ser reiniciado de acordo com essa nova falta;
  • Um jogador que impede um ataque promissor em sua própria área penal não deve ser punido com CA, se a falta for cometida tentar jogar a bola (disputa);
  • Ademais, se a falta cometida na própria área penal ao impedir uma clara oportunidade de gol, deve ser aplicado um CA, se falta for cometida tentando jogar a bola (disputa);
  • As celebrações de gol que causem problema de segurança devem ser punidas com CA;
  • O fato de um jogador se mover em sentido diagonal para passar pelo último defensor ou pelo goleiro não descaracteriza, somente por isso, uma clara oportunidade de gol;
  • O integrante da equipe que entrar no campo de jogo sem autorização do árbitro e impedir uma clara oportunidade de gol deve ser expulso;
  • Infração fora do campo a favor/contra um jogador substituto ou contra um oficial da equipe será punida com tiro livre indireto (TLI) sobre a linha limite se a bola estiver em jogo;
  • Tiro livre direto por jogar ou chutar a bola/objeto no campo de jogo que interfira em alguém;
  • tiro livre direto na linha limite por jogar ou chutar a bola/objeto a uma pessoa fora de campo.

REGRA 13 – TIROS LIVRES

  • Se um atacante entrar (ou estiver) na área penal, antes da cobrança de um tiro livre da área penal a favor da defesa, não poderá jogar ou disputar a bola, ainda que saia da área, antes que bola seja tocada por outro jogador.

REGRA 14 – TIRO PENAL (PÊNALTI)

  • O executor do tiro penal deve ser claramente identificado;
  • Se o goleiro e o jogador cometem a infração ao mesmo tempo:

– Se não for marcado gol, o tiro deve ser repetido e ambos os jogadores devem ser advertidos com cartão amarelo (CA).

– Se for marcado o gol, o tiro será considerado como perdido e o jogador executor deverá ser advertido com cartão (CA).

REGRA 16 – O TIRO DE META

  •  Se antes da cobrança de um tiro de meta um atacante entrar (ou estiver) na área penal adversária, esse atacante não poderá jogar ou disputar a bola até que a bola seja tocada por outro jogador.

Fonte: CBF

Categorias:Notícia Tags:, , , ,

Futebol para marcianos – As regras do futebol

Em uma iniciativa divertida e didática a TV Folha lançou uma série de videos educativos sobre as regras do jogo do futebol chamado “Futebol para marcianos”. Aproveitando o ensejo da Copa do Mundo, a ideia é explicar, de modo bem resumido, as regras de futebol ao grande público leigo.

futebol-marcianos

Confira os videos nos links abaixo:

Regra 1 – O campo de jogo

Regra 2 – A bola

Regra 3 – O número de jogadores

Regra 4 – O equipamento dos jogadores

Regra 5 – O árbitro

Regra 6 – Os árbitros assistentes

As demais regras até este momento não foram publicadas e devem ser lançadas em breve.

Acompanhe!

Categorias:Notícia Tags:

Membros da FIFA estudam mudanças nas regras

A Fifa estuda alterar algumas regras do futebol. Membros da entidade se reunirão no dia 3 de março, na Suíça, para analisar possíveis mudanças no impedimento e na punição com cartão vermelho em jogadas de “último homem”.

A regra do impedimento precisa ser mais fácil, conclui membros da Fifa. A entidade busca maneiras de tornar o impedimento mais simples, sem informar as medidas que poderá proceder.

A Fifa considera muito rigorosa a expulsão de um atleta que cometer um pênalti. A entidade entende que isso é uma “tripla punição”, porque o jogador é expulso, ele fica suspenso do jogo seguinte e o pênalti ainda é marcado.

A ideia em pauta é que esses tipos de lances sejam advertidos com cartão amarelo. Na avaliação da Fifa, o vermelho só deve ser mostrado em lances de extrema violência.

Para que essas mudanças sejam aprovadas, é preciso que a International Board dê o aval para tais alterações.

Outros temas também podem ser mudados no futebol. O banco de reservas passaria a contar com 12 atletas, e não 7 atletas, como acontece hoje. A utilização de dispositivo eletrônico é discutido pelos integrantes da Fifa.

O aparato funcionaria para detectar se a bola de fato ultrapassou a linha do gol, evitando vexames como ocorrido no duelo entre Inglaterra x Alemanha, na Copa de 2010, quando a arbitragem não viu gol legítimo dos ingleses.

Fonte: UOL
Link: http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/02/22/membros-da-fifa-estudam-mudancas-nas-regras-do-impedimento-e-da-suspensao-de-atletas.htm

Categorias:Notícia Tags:, ,

Prova da avaliação teórica dos árbitros paulistas

20/12/2011 3 comentários

A Federação Paulista de Futebol (FPF), através da Escola de Árbitros Flávio Iazzetti (EAFI) e a Comissão Estadual de Árbitros de Futebol (CEAF), aplicou no último sábado (17/12), a todo seu quadro de árbitros, a prova teórica para encerramento das atividades de 2011 e habilitação para 2012.

Ao todo foram 20 questões em torno das Regras do Futebol da FIFA 2011/2012, Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e o Regulamento Geral das Competições da FPF (RGC).

1) Qual a afirmação correta?

  1. É proibido o uso de qualquer tipo de publicidade nos postes de bandeirinha de tiro de canto e nelas próprias.
  2. Poderão ser colocado nas metas, redes, postes de bandeirinhas ou nelas próprias, equipamentos como câmeras, microfones, etc.
  3. Se não for possível consertar um travessão rompido a partida não deverá ser suspensa.
  4. Todas as alternativas são corretas.

2) Qual a afirmação correta?

  1. A bola será esférica, de couro ou qualquer material adequado e sua pressão não está mais prevista na Regra 2.
  2. Poderão ser colocadas bolas adicionais ao redor do campo de jogo para uso durante a partida, desde que cumpram as especificações estipuladas na Regra 2 e seu uso esteja sob o controle do árbitro.
  3. De acordo com a Regra 2 (interpretações e diretrizes), é obrigatório o uso de bolas adicionais ao redor do campo de jogo.
  4. Se uma bola estoura ou se danifica durante a execução de um tiro penal ou tiros desde o ponto penal, enquanto se move para frente e antes que toque em um jogador, no travessão ou nos postes de meta, o reinício de jogo se dará com bola ao chão.

3) Qual a afirmação correta?

  1. Apesar de uma partida não poder ser iniciada se qualquer uma das equipes tiver menos de 7 jogadores, o número mínimo de jogadores em uma equipe, necessário para continuar uma partida, ficará a critério das associações-membro.
  2. O IFAB entende que uma partida não deve continuar se houver menos de 7 jogadores em qualquer uma das equipes.
  3. Se uma equipe ficar com menos de 7 jogadores porque um ou mais jogadores abandonaram deliberadamente o campo de jogo, o árbitro não será obrigado a paralisar a partida imediatamente. Ele poderá, inclusive, aplicar a vantagem.
  4. Todas as afirmações são corretas.

4) Como o árbitro deverá reiniciar o jogo se um jogador perder seu calçado acidentalmente e imediatamente depois marcar um gol para sua equipe aos 25 minutos de jogo?

  1. Com bola ao chão no local onde este jogador toca a bola sem calçado.
  2. Com bola ao chão no local onde estava a bola quando perdeu o calçado.
  3. Com tiro de saída para a equipe que sofreu o gol.
  4. Com tiro livre indireto no local onde este jogador toca a bola sem calçado.

5) Com a bola em jogo, um animal entre em campo interferindo no jogo, neste caso o árbitro deverá imediatamente:

  1. Interromper o jogo.
  2. Deixar o jogo prosseguir e retirar o animal na próxima paralisação.
  3. Julgar se houve possibilidade de vantagem.
  4. Deixar o jogo prosseguir, pois não se trata de objeto ou bola adicional.

6) Qual das seguintes afirmações não está entre os poderes e deveres do árbitro?

  1. Fará cumprir as Regras do Jogo.
  2. Paralisará, suspenderá ou encerrará a partida por qualquer tipo de interferência externa.
  3. Punirá a infração mais grave quando um jogador cometer mais de uma infração ao mesmo tempo.
  4. Assegurará que somente o jogador com sangramento grave saia do campo de jogo; o jogador somente poderá retornar depois do sinal do árbitro, que deve estar certo de que o sangramento parou.

7) Considerando que um jogador teve a autorização do árbitro tanto para sair como para reingressar ao campo de jogo após o tratamento de uma lesão. Qual das maneiras a seguir é a correta para seu reingresso?

  1. Quando a bola está em jogo, reingressar unicamente pela linha lateral.
  2. Quando a bola está fora de jogo, pode reingressar pela linha lateral.
  3. Quando a bola está fora de jogo, pode reingressar pela linha de meta.
  4. Todas as alternativas estão corretas.

8) Quando as interpretaões e diretrizes da Regra 5 referem-se ao posicionamento do árbitro com a bola em jogo, não é correto afirma que:

  1. “O que precisa ser visto” não está sempre próximo à bola.
  2. Uma posição lateral ao jogo ajudará o árbitro a manter tanto o jogo quanto o árbitro assistente em seu campo visual.
  3. O jogo deve se desenvolver entre o árbitro e o árbitro assistente mais distante da jogada.
  4. O árbitro assistente mais próximo da jogada deverá estar no campo visual do árbitro.

9) De acordo com a Regra 6, interpretações e diretrizes, qual afirmação não está entre os deveres e responsabilidades dos árbitros assistentes:

  1. Paralisar o jogo se, em sua opinião, a iluminação artifical for inadequada.
  2. Determinar se problemas com equipamento ou sangramento foram resolvidos.
  3. Manter controle do tempo, dos gols e das incorreções.
  4. Monitorar o procedimento de substituição.

10) Na execução de um tiro de meta:

  1. O árbitro assistente deverá primeiramente conferir se a bola está dentro da área de meta.
  2. Se a bola estiver colocada no lugar correto dentro da área de meta, o árbitro assistente deverá mover-se á margem da área penal para controlar se a bola saiu da área penal (bola em jogo) e se os adversário está fora dessa área.
  3. Finalmente, o árbitro assistente deverá posicionar-se para controlar a linha de impedimento, que é uma prioridade absoluta.
  4. Todas as diretrizes anteriores estão corretas.

11) Os movimentos laterais de um árbitro assistente deverão ser usados:

  1. Em distâncias longas acompanhando os contra ataques rápidos.
  2. Em distâncias curtas; isso é especialmente importante no momento de julgar as situações de impedimento.
  3. Em distâncias curtas, porém quando as jogadas são extremamente velozes e em sentido da linha de meta.
  4. Todas as alternativas estão corretas.

12) No contexto da Regra 11, qual das seguintes definições está coreta?

  1. “Mais próximo da linha de meta adversária” significa que qualquer parte de sua cabeça, corpo ou pés encontra-se mais próxima da linha de meta adversária do que a bola e o penúltimo adversário. Os braços não estão incluídos nesta definição.
  2. “Interferindo no jogo” significa jogar ou tocar a bola que foi passada ou tocada por um companheiro ou adversário.
  3. “Ganhar vantagem por estar naquela posição” significa jogar a bola que rebota de um companheiro, depois de haver estado em uma posição de impedimento.
  4. Todas as definições estão incorretas.

13) Um jogador sai de campo de jogo por qualquer motivo, sem permissão do árbitro, então para fins de impedimento, ele deve ser considerado:

  1. Como se não fosse um jogador.
  2. Como se estivesse sobre sua própria linha de meta, porém isto não é válido para a linha lateral.
  3. Como se estivesse sobre sua própria linha de meta ou linha lateral.
  4. Todas as alternativas estão incorretas.

14) Um atacante que está em uma posição de impedimento (A), sem interferir em um adversário, toca na boal. Quando o árbitro levantará sua bandeirinha?

  1. Quando a bola for lançada pelo seu companheiro.
  2. Quando o jogador em posição de impedimento tocar na bola.
  3. Não deverá levantar sua bandeira em nenhuma hipótese.
  4. Após estabelecer contato visual com o árbitro e perceber sua dificuldade em avaliar a interferência no jogo.

15) Quano o jogador (A) poderá ser punido por infração de impedimento?

  1. Somente quando o jogador em posição de impedimento tocar a bola.
  2. Depois de jogar ou tocar a bola.
  3. Antes de jogar ou tocar a bola se, a juízo do árbitro, nenhum outro companheiro em posição correta tem a oportunidade de jogar a bola.
  4. No momento do lançamento, mesmo sem julgar se há a possibilidade de um companheiro que está em posição correta tem a oportunidade de jogar a bola.

16) Como o árbitro deverá reiniciar o jogo se a partida foi interrompida devido a uma infração cometida fora do campo de jogo, enquanto a bola estava em jogo?

  1. Tiro live indireto contra a equipe do jogador infrator.
  2. Tiro live direto contra a equipe do jogador infrator.
  3. Bola ao chão.
  4. Nenhuma das anteriores está correta.

17) Qual a correta decisão disciplinar do árbitro ao conceder uma falta onde um jogador segura seu adversário impedindo-o que se colque em uma posição vantajosa?

  1. Sempre mostrar cartão vermelho (expulsar) ao jogador que cometeu a falta.
  2. Mostrar o cartão amarelo (advertir) ao jogador que cometeu a falta.
  3. Nenhuma medida disciplinar, pois não se trata de um ataque promissor.
  4. Nenhuma medida disciplinar, pois o jogador que recebeu a falta não estava com a posse da bola.

18) Qual destas infrações não é sancionável com uma expulsão?

  1. Cuspir em um adversário ou em qualquer outra pessoa.
  2. Empregar linguagem e/ou gesticular de maneira ofensiva, grosseira ou abusiva.
  3. Protestar com palavras ou gestos as decisões da arbitragem.
  4. For culpado de jogo brusco grave.

19) Em que circunstâncias um jogador será advertido com cartão amarelo por tocar a bola com as mãos?

  1. Toca deliberadamente e acintosamente a bola com a mão para impedir que um adversário a recebe.
  2. Tenta marcar um gol tocando deliberadamente a bola com a mão.
  3. Impede um gol ao tocar a bola de forma deliberada com a mão.
  4. As alternativas (A) e (B) estão corretas.

20) De acordo com o Regulamento Geral das Competições da FPF, em seu Capítulo III – Das Equipes, artigo 15, as pessoas que poderão compor o banco de reservas são:

  1. Um médico, um técnico, um auxiliar técnico, um preparador físico, um massagista e até sete atletas inscritos.
  2. Um médico, um técnico, um preparador físico, um massagista e até sete atletas inscritos.
  3. Um técnico, um preparador físico, um auxiliar técnico, um massagista e até sete atletas inscritos.
  4. Nenhuma das anteriores.

A FPF divulgou o seguinte gabarito da prova:

1 – A, 2 – B, 3 – D, 4 – C, 5 – A, 6 – D, 7 – D, 8 – C, 9 – A, 10 – D, 11 – B, 12 – A, 13 – C, 14 – B, 15 – C, 16 – C, 17 – B – 18 – C, 19 – D, 20 – A.

Categorias:Notícia Tags:, , ,

Federação Paulista divulga gabarito da prova teórica

Em nome da diretora Silvia Regina de Oliveira, a Escola de Árbitros Flávio Iazzetti (EAFI) da Federação Paulista de Futebol (FPF) publicou o gabarito da prova teórica, que fora aplicada aos seus árbitros no último dia 25.

Para fazer o download do documento, clique aqui.

Categorias:Notícia Tags:, , ,

Nove empresas registradas para teste de linha de gol

Encerrado o prazo definido pela FIFA e pela International Board, nove empresas se cadastraram para a primeira fase de testes das tecnologias de linha do gol (GLT, na sigla em inglês). Todas as empresas participantes são da Europa. O primeiro período de testes, definido na 125ª Assembleia Geral Anual da Board no início deste ano no País de Gales, ocorrerá entre setembro e dezembro de 2011.

A tecnologia de cada empresa será examinada conforme uma ampla gama de critérios, tanto à luz do sol quanto com iluminação artificial. Os testes aprovarão ou reprovarão cada tecnologia no que se refere ao reconhecimento de arremates a gol sem goleiro, com exigência de 100% de precisão, e com avaliações de precisão em condições estáticas e dinâmicas, com um mínimo de 90% na primeira fase.

Também serão examinadas as transmissões dos sistemas de GLT à arbitragem em caso de gol — é necessário que o relógio do árbitro receba uma vibração e um sinal digital. A indicação deve obrigatoriamente ser recebida em qualquer lugar onde o juiz esteja posicionado em campo ou dentro das áreas técnicas.

O Laboratório Federal Suíço de Ciência e Tecnologia de Materiais (EMPA) realizará os testes independentes de todos os sistemas de GLT cadastrados. A FIFA e o EMPA trabalharão em conjunto com as empresas participantes para a definição do cronograma da primeira fase de testes.

Os resultados serão apresentados em um relatório a ser compilado pelo EMPA para a Assembleia Geral Anual de 2012 da International Board, marcada para 3 de março de 2012 em Londres. A segunda série de testes será realizada entre março e junho de 2012. Os resultados de ambos os estágios serão apresentados na metade do próximo ano por meio de um relatório completo do EMPA em uma reunião especial da Board, quando o futuro dos sistemas de GLT no futebol será finalmente decidido.

Fonte: FIFA.com

Categorias:Notícia Tags:, , ,
%d blogueiros gostam disto: