Instrutores participam de curso de arbitragem na CBF

cbf-2017-instrutores

A Escola Nacional de Arbitragem de Futebol (ENAF) iniciou, nesta terça-feira (21), o programa de capacitação de instrutores que irão integrar a seleção nacional dos árbitros de futebol de 2017. Os 16 selecionados serão responsáveis pelos cursos regionais para os árbitros de todo o país. O objetivo é que os treinamentos sejam realizados de forma unificada até o início do Campeonato Brasileiro.

– O curso visa aperfeiçoar nossos instrutores e a missão principal deles daqui para frente é levar a mensagem do que a Comissão de Arbitragem quer dos seus árbitros em termos de aplicação da regra do jogo, buscando a uniformidade na aplicação da regra. O que nós queremos é uma uniformidade de ações e cabe a nós prepararmos nossos instrutores para levar essa mensagem – explicou Marcos Marinho, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF.

Antônio Pereira da Silva, ex-árbitro e atual instrutor de arbitragem, está entre os selecionados para o curso e avaliou o projeto de capacitação de forma positiva.

– É um projeto grandioso que a CBF, juntamente com a Comissão de Arbitragem e a ENAF, vem desenvolvendo ao longo do tempo. É um processo de continuidade, de evolução no entendimento e no domínio das regras do jogo. Isso vai fortalecer a compreensão e o entendimento na aplicação das decisões.

Entre os temas abordados no programa de treinamento – que seguirá até a quinta-feira (23), no hotel Transamérica, no Rio de Janeiro – estão posicionamento e leitura de jogo; fundamentos e análises de vídeos de entradas/disputas, impedimento, mão na bola/bola na mão, faltas táticas; análise de desempenho e padrão da arbitragem.

Fonte: CBF

Categorias:Notícia Tags:

Thiago Peixoto apita o primeiro duelo do centenário do clássico Corinthians e Palmeiras

Um dos principais clássicos do país e, certamente, o de maior rivalidade no futebol paulista está completando 100 anos.

cor-pal

Os eternos rivais Corinthians e Palmeiras voltam a se enfrentar no dia de hoje (22/02) em partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Paulista na Arena Itaquerão. O famoso Derby Paulista está completando 100 anos de existência em 2017 e o primeiro duelo será comandado pelo árbitro Thiago Duarte Peixoto, auxiliado pelos mundialistas Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse, ambos do quadro internacional da FIFA.

peixotoPeixoto é atualmente aspirante ao quadro da FIFA, um árbitro jovem em alta, com grande potencial na carreira. Teve um grande ano em 2016 atuando em alto nível pelo Campeonato Brasileiro Série A.

Este não é seu primeiro jogo do derby. Em 2016, Peixoto atuou como quarto árbitro no jogo Palmeiras 1 X 0 Corinthians pela sétima rodada do Brasileirão no Allianz Parque e foi o árbitro principal no jogo Corinthians 2 X 2 Palmeiras pelo Paulistão de 2015 na mesma arena corintiana.

A primeira partida disputada pelas equipes foi no dia 06 de Maio de 1917 e o Palestra Itália, nome do Palmeiras naquela época, venceu pelo placar de 3 a 0. Segundo registros e levantamentos históricos, foram disputadas 352 partidas ao todo. O Palmeiras lidera com 125 vitórias, Corinthians tem 120 e foram 107 empates.

Confira os clássicos mais antigos do Brasil:

1) FLUMINENSE 6×0 BOTAFOGO (CLÁSSICO VOVÔ) , 22/10/1905
2) GRÊMIO 10×0 INTERNACIONAL (CLÁSSICO GRE-NAL) , 18/07/1909
3) NÁUTICO 3×1 SPORT (CLÁSSICO DOS CLÁSSICOS) , 25/07/1909
4) PONTE PRETA 1×0 GUARANI (DÉRBI CAMPINEIRO) ,  ??/??/1911
5) FLUMINENSE 3×2 FLAMENGO (FLA-FLU OU CLÁSSICO DAS MULTIDÕES,07/07/1912
6) BOTAFOGO 1×0 FLAMENGO , 13/03/1913
7) SANTOS 6×3 CORINTHIANS , 22/06/1913
8) REMO 2×1 PAYSANDU (RE-PA OU CLÁSSICO-REI DA AMAZÔNIA) , 10/06/1914
9) SANTOS 7×0 PALMEIRAS , 03/10/1915
10) SANTA CRUZ 2×0 SPORT (CLÁSSICO DAS MULTIDÕES) ,  06/05/1916
11) PALMEIRAS 3×0 CORINTHIANS (DERBY PAULISTA) , 25/10/1916
12) SANTA CRUZ 3×0 NÁUTICO (CLÁSSICO DAS EMOÇÕES) , 29/06/1917
13) CEARÁ 2×0 FORTALEZA (CLÁSSICO REI), 17/12/1918
14) CRUZEIRO 3×0 ATLÉTICO (RAPOSA VERSUS GALO) , 17/04/1921
15) VASCO 3×2 FLUMINENSE (CLÁSSICO DOS GIGANTES) , 11/03/1923
16) VASCO 3×1 BOTAFOGO , 22/04/1923
17) VASCO 3×1 FLAMENGO (CLÁSSICO DOS MILHÕES) , 29/04/1923
18) CORITIBA 6×3 ATLÉTICO (ATLETIBA) , 08/06/1924
19) FIGUEIRENSE 4X3 AVAÍ (CLÁSSICO DE FLORIANÓPOLIS), 13/04/1924
20) SÃO PAULO 2×2 PALMEIRAS (CLÁSSICO CHOQUE-REI) , 30/03/1930

 

Árbitra promete arrasar no Carnaval

Suelen Mayara, destaque da Acadêmicos do Tucuruvi, vai trocar os gramados pelo Sambódromo no Carnaval com direito a corpo pintado e curvas à mostra. “Juju Salimeni é a minha inspiração”, disse.

Que Carnaval e futebol são uma combinação que dá samba, ninguém duvida. A modelo fotográfica e árbitra assistente de futebol que o diga! Suelen Mayara, de 23 anos, se afastou dos campos nas últimas semanas para se dedicar à folia paulistana. Ela desfilará como destaque da escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi, que vem reforçando o seu time de beldades. E a loira promete fazer bonito na avenida no Carnaval de São Paulo.

sm

“A escola me propôs ousar nesse primeiro ano e eu topei! Vou sair com o corpo pintado, apenas com um tapa-sexo minúsculo e bem delicado. Já vi o desenho da pintura e está lindo, é inspirado na natureza e será bem colorido”, contou,a empolgada. “Acho que depois disso, as cantadas em campo vão aumentar, mas costumo ser curta e grossa. Comigo não rola nenhuma gracinha.”

Desde cedo Suelen já era apaixonada por futebol. Assistia aos jogos com a família e quando viu a primeira árbitra brasileira na TV ficou se imaginando em campo. “Fui atrás desse sonho, me matriculei no curso e consegui me profissionalizar. Assim também aconteceu com o carnaval. Quando via todas aquelas musas fitness na avenida, ficava empolgada para desfilar. A Juju Salimeni é a minha inspiração”, confessa.

Para aguentar o pique no Sambódromo do Anhembi, Suelen intensificou seus treinos na academia. A beldade, que já foi gordinha, leva uma vida saudável e não abusa dos alimentos gordurosos. “Sou super regrada, até porque minha profissão exige preparo físico. Estou tranquila, sei que vou dar conta do recado. Estou 100% satisfeita com o meu shape”, ostenta a modelo.

Fonte: Revista Quem / Globo

CBF entrega distintivos para árbitros FIFA 2017

cbf-fifa-2017-1

A elite da arbitragem brasileira esteve presente no auditório da sede da CBF para a cerimônia de entrega das insígnias da FIFA, na manhã da última quinta-feira (16). Dos 28 árbitros e assistentes, Rodolpho Toski, Deborah Correia, Rejane Caetano, Wagner Magalhães e Wagner Reway, além do assistente Danilo Simon Manis, passam a integrar o quadro da entidade máxima do futebol. Os demais tiveram o vínculo renovado com a entidade máxima do futebol. O evento encerrou o ciclo de atividades do Treinamento para Árbitros de Elite, realizado desde a terça-feira (14), no Rio de Janeiro.

Sandro Ricci, Emerson de Carvalho, Marcelo Van Gasse e Luiz Flávio de Oliveira não estiveram presentes. Por causa de compromissos pela Copa Libertadores da América, na Colômbia, o quarteto recebeu as insígnias na última terça-feira (14).

cbf-fifa-2017-2

No evento desta quinta-feira, os árbitros receberam as insígnias da FIFA das mãos do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero. O dirigente parabenizou os profissionais e falou sobre as particularidades do ofício.

– É um dia de festa, comemoração. Temos novos árbitros na FIFA. Sei que é a profissão mais difícil do mundo. Enquanto um juiz de direito fica um ou dois anos para dar uma sentença, para, estuda… Vocês não, tem que definir a questão num segundo. Mas, estamos dando todas as condições e quero que em 2017 a arbitragem brasileira seja a melhor do planeta! – afirmou o mandatário.

 

Antes da entrega das insígnias, os profissionais exibiram vídeos com recomendações aos árbitros e assistentes. Os temas foram controle de jogo, interpretação de bola na mão, comemoração de gol (invasão de integrantes do banco de reserva no campo e proximidade com a torcida), reclamação excessiva e ofensa ao trio de arbitragem, gandulas e posicionamento do árbitro em campo.

cbf-fifa-2017-3

O objetivo das recomendações é passar uma uniformidade aos árbitros e assistentes. Presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Marcos Marinho, explicou as formas e ferramentas que serão utilizadas para que a padronização seja alcançada.

– A ideia desse curso dos Árbitros de Elite é buscar um padrão para a arbitragem brasileira. Eles têm de criar uma identidade. Com a aproximação de critérios, conduta, controle de jogo. Mostrar como isso tem que ser feito para os demais componentes do quadro ao longo do ano. Eles serão a referência. Isso foi colocado para eles, se reuniram, conversaram bastante. E a atuação deles não pode destoar sendo FIFA. Todos tem de ter a mesma linguagem e a mesma postura. Objetivo é uma padronização. Estaremos acompanhando isso, monitorando isso, estamos implantando um novo tipo de relatório de desempenho, que vai apontar melhor os desvios e reforçar as qualidades dos árbitro, é imediato, em no máximo 48 horas eles estarão recebendo e acho que isso é o que estava faltando para a gente buscar aquela uniformidade. Espero que no final do ano a gente possa colher bons resultados do que estamos plantando hoje – destacou.

cbf-fifa-2017-4

Cláudio Vinícius Cerdeira, membro da Comissão de Arbitragem da CBF, explica que a ideia é que árbitros e assistentes brasileiros tenham uma postura mais firme. Cerdeira detalha as recomendações passadas no Treinamento para Árbitros de Elite.

– Passamos diversas recomendações aos árbitros. As recomendações técnicas, como mão na bola, proximidade, lateralidade, observar as jogadas.Vimos uma coisa que vem acontecendo: jogadores do banco de reservas que entram no intervalo ou ao final da partida para pressionar o árbitro. Queremos coibir isso. Foi um dos assuntos tratados nesta conversa. A comemoração de gol exagerada, agarra-agarra… E a participação ativa do trabalho em equipe. Assistentes participando muito, quarto árbitro também… Trabalho em equipe. Quanto mais pessoas puderem observar os lances, melhor para a arbitragem e melhor para o futebol. Estamos batendo muito nesta tecla para os assistentes participarem bastante… Hoje já há uma comunicação muito boa, contato direto entre árbitro e assistentes, teremos a volta dos árbitros adicionais e formaremos uma equipe de seis árbitros em todos os jogos na Série A e vamos exigir essa comunicação, o trabalho em equipe deles. É o nosso foco – acrescentou.

Árbitros FIFA:

Anderson Daronco (RS)
Deborah Correia (PE)
Dewson Freitas (PA)
Edina Batista (PR)
Raphael Claus (SP)
Regildenia de Holanda (SP)
Rejane Caetano (RJ)
Ricardo Marques (MG)
Rodolpho Toski (PR)
Wagner Magalhães (RJ)
Wagner Reway (MT)
Wilton Sampaio (GO)

Árbitros assistentes:

Alessandro Álvaro Rocha (BA)
Bruno Boschilia (PR)
Bruno Pires (GO)
Danilo Simon Manis (SP)
Fabrício Vilarinho (GO)
Guilherme Camilo (MG)
Kléber Gil (SC)
Nadine Bastos (SC)
Neuza Back (SC)
Marcia Bezerra (RO)
Rodrigo Corrêa (RJ)
Tatiane Camargo (SP)

O evento foi comandado pelo presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Marcos Marinho, o vice-presidente, Alício Pena Júnior, o diretor técnico da Escola Nacional de Arbitragem (ENAF), Manoel Serapião Filho, e coordenador do Projeto de Desenvolvimento e Implementação do árbitro de vídeo, Sérgio Corrêa.

Fonte: CBF

Categorias:Notícia Tags:, ,

CBF aumenta limite de idade e “desaposenta” árbitros brasileiros

marcelo-henrique

Em meio ao futebol praticado cada vez com mais intensidade, a CBF tomou uma decisão que pode gerar mais polêmicas na arbitragem brasileira, já tão criticada.

A entidade aumentou o limite de idade dos árbitros que trabalham nos seus torneios de 45 para 50 anos. A decisão foi anunciada um ano após a FIFA retirar o limite de idade de 45 anos para os árbitros nas competições organizadas por ela.

Árbitros que já encerram a carreira acreditam que a medida não é benéfica, pois poderia atrapalhar o surgimento de novos árbitros no país.

A Comissão Nacional de Arbitragem da CBF, porém, não vê que essa nova determinação possa atrapalhar.

– “Após a decisão da Fifa, analisamos e achamos interessante. Essa nova medida é importante desde que o árbitro tenha sido aprovado nos testes”, disse o Coronel Marinho, que assumiu a presidência da comissão em setembro do ano passado.

A decisão de aumentar o limite de idade dos árbitros era uma reivindicação da ANAF (Associação Nacional de Árbitros de Futebol).

– “Se o árbitro for aprovado nos testes físicos, técnicos e mentais e estiver motivado para trabalhar, porque existir esse limite de idade? Ele tem totais condições de continuar assim como um jogador veterano”, disse Marco Antonio Martins, 50, ex-árbitro e presidente da Anaf.

De acordo com Martins, a imposição da idade impediu que árbitros importantes do país continuassem a carreira mesmo em boa fase.

– “Na época, o Simon [Carlos Eugênio] parou com 45 anos voando. Ele tinha condições de apitar mais alguns anos”, acrescentou.

A decisão da CBF beneficiou dois árbitros que trabalharam no Brasileiro-2016: o carioca Marcelo de Lima Henrique, 45, e o baiano Jailson Macêdo Freitas, 46.

– “Considerava que era um preconceito limitar o árbitro pela idade. Se ele conseguisse a aprovação nos testes, deveria continuar apitando. Acho que esse limite imposto pela CBF foi mais para ter um parâmetro”, disse Marcelo, que já voltou a apitar partidas no Estadual do Rio.

O carioca foi árbitro FIFA até 2014. Ele apitou o duelo entre Uruguai e Argentina, em Montevidéu, pelas eliminatórias da Copa do Mundo-2014.

A decisão também beneficiou o assistente Emerson Augusto de Carvalho, 44. Ele não poderia trabalhar na Copa-2018, já que teria estourado o limite da CBF, mas foi pré-selecionado pela FIFA para o Mundial da Rússia.

Fonte: Folha SP

Dorival isenta juiz por gol polêmico e pede uso de tecnologia no futebol

Dorival Junior isentou o árbitro Rafael Gomes Felix da Silva pelo gol polêmico que decretou a vitória do Santos contra o Red Bull, 3 a 2, no Pacaembu. O treinador entendeu que lances difíceis de interpretação poderiam ser solucionados caso houvesse maior interferência da tecnologia no futebol.

gol-santos-fpf-2017-a

O gol que decidiu a partida foi bastante contestado pelo Red Bull, que pediu mão do santista Kayke, além de alegar que a bola não havia ultrapassado a linha final.

Dorival ressaltou que o Santos também foi prejudicado, pois o segundo gol do Red Bull, de Nixon, estava em posição de impedimento.

“A tecnologia está aí para ser usada. Só o futebol não usa. A International Board [órgão que regula as regras do futebol] parece que trabalha contra nós ao não exigir a tecnologia, diminuindo a margem de erro. Não tenho como culpar a arbitragem até porque o segundo gol do Red Bull estava impedido e ninguém falou nada”, disse Dorival.

gol-santos-fpf-2017-b

“Se a tecnologia está aí, deveria ser usada e exigida por todos. Eu sinto por isso. Nunca é bom que o resultado seja definido por um erro interferência. Não é bom para quem vence, e, principalmente, para quem perde”, acrescentou.

 

Fonte: UOL

Categorias:Notícia Tags:, , ,

Eurico Miranda diz ser contra árbitros gays no futebol

O presidente do Vasco, Eurico Miranda, voltou a causar ultraje por suas declarações. Acostumado a polêmicas, o dirigente partiu para o preconceito ao ser entrevistado pela apresentadora Antônia Fontenelle no seu canal no YouTube. Na conversa, publicada nesta segunda-feira, Miranda disse ser contra a presença de árbitros gays no futebol.

eurico-miranda

– Eu não sou contra o gay. Me manifestei no futebol sobre isso por ser contra árbitro gay. Isso desde lá atrás. Motivo de eu ser contra? Não tenho nada contra o gay. Agora, contra a bicha, a bicha extrovertida e toda cheia de coisa… – tentou se explicar o presidente vascaíno.

Questionado sobre por que não queria ver um árbitro gay em campo, o dirigente foi ainda mais preconceituoso e afirmou que o juiz poderia “favorecer” o time de um possível namorado.

– Ele pode tender para o namorado dele. Todo gay tem namorado. Ele é gay, tem que ter namorado. Desde lá atrás, como era o (ex-árbitro) Margarida – disse, lembrando do folclórico juiz Clésio Moreira dos Santos, que chegou a apitar partidas do Campeonato Carioca nos anos 1990.

Fonte: ZH Esportes / Lancenet

Categorias:Notícia
%d blogueiros gostam disto: